Alemão será indiciado por trote sobre bomba no sorteio da Copa

sábado, 5 de dezembro de 2009 11:44 BRST
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - Um fotógrafo alemão de 68 anos será levado a um tribunal da Cidade do Cabo para ser indiciado por trotes ameaçadores contra o sorteio da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, informou a polícia local neste sábado.

O alemão, cuja identidade não pode ser divulgada enquanto não for indiciado, e um sul-africano foram presos na sexta-feira, por ameaças separadas de falsas bombas.

"Os dois suspeitos presos em conexão com as ameaças de bomba estão sob custódia policial", disse o porta-voz nacional da polícia, Vishnu Naidoo.

"Ambos provavelmente serão acusados de descumprirem o Ato de Explosivos ao fazerem trotes com ameaças de bombas. O alemão será levado à corte na segunda-feira, a não ser que apresente um pedido urgente de liberdade sob fiança", afirmou Naidoo.

Uma das principais entradas para o centro de convenções da Cidade do Cabo, onde centenas de autoridades e astros do esporte estavam presentes para o sorteio dos grupos da Copa, foi bloqueada na sexta-feira quando o fotógrafo ali deixou uma sacola que ele dizia conter uma bomba e depois sumiu.

Também foi preso um sul-africano de 45 anos que fez dois alertas falsos sobre bombas no aeroporto internacional da Cidade do Cabo. Naidoo disse que não foram registrados incidentes violentos ou crimes na festa de rua para celebrar o sorteio, da qual participaram cerca de 50 mil moradores e fãs estrangeiros. A polícia havia previsto a participação de apenas 15 mil pessoas.

"Esta foi uma oportunidade fantástica para implementar estratégias e foi executada com sucesso", declarou Naidoo. A polícia deslocou cerca de mil efetivos para garantir a segurança na área.

Naidoo atribuiu o resultado positivo ao bom comportamento dos participantes da festa.

O ministro encarregado da segurança na África do Sul disse que o país está preparado para qualquer ameaça à segurança antes da Copa. O país, o primeiro da África a sediar o Mundial, tem uma das maiores taxas mundiais de criminalidade.

(Reportagem de Wendell Roelf)

 
<p>O evento desta sexta-feira contou com a presen&ccedil;a de diversos l&iacute;deres e nomes ilustres do futebol, como o jorgador ingl&ecirc;s David Beckham e o presidente sul-africano (segundo &agrave; direita na foto), Jacob Zuma. REUTERS/Mike Hutchings</p>