Um milhão de ingressos da Copa estão à venda; procura é baixa

sábado, 5 de dezembro de 2009 12:17 BRST
 

Por Mark Gleeson

CIDADE DO CABO (Reuters) - Cerca de um milhão de ingressos para a Copa do Mundo foram colocados à venda neste sábado na última fase de comercialização para o Mundial de 2010, em meio a temores de que os sul-africanos não estão comprando entradas suficientes devido ao alto preço.

Cerca de 90 por cento dos ingressos previamente disponíveis foram vendidos, mas a Fifa e organizadores locais estão sendo obrigados a implementar uma agressiva campanha de marketing para seduzir os locais a comprarem mais.

Os sul-africanos compraram pouco mais da metade dos 674.403 ingressos já vendidos nas primeiras duas fases de vendas, informou a Fifa.

"O que temos de fazer agora é manter essa paixão e sustentar a Copa do Mundo viva, não apenas em termos do que acontece em campo, mas também em termos de venda de ingressos", afirmou o presidente-executivo do comitê organizador, Danny Jordaan, após o sorteio dos grupos do Mundial, realizado na sexta-feira, na Cidade do Cabo.

O ritmo mais lento de vendas na África do Sul contrasta com a demanda da Copa passada na Alemanha, cuja média foi de seis pedidos de compra para cada entrada disponível.

Jordaan afirmou que seus compatriotas têm o hábito de comprar ingressos para eventos esportivos na última hora, embora os preços sejam bem mais caros que os normalmente pagos pelos torcedores sul-africanos.

O ingresso mais barato para a Copa do Mundo custa 20 dólares, enquanto uma entrada para jogos do Campeonato Sul-Africano sai por cerca de três dólares.

Os tíquetes que foram colocados à venda neste sábado entrariam em um sorteio aleatório com torcedores de outros países, que pediram a compra pela Internet, enquanto os locais poderiam se cadastrar em agências bancárias. Os pedidos se encerram em 22 de janeiro.   Continuação...