Fotógrafo alemão é solto após ameaça de bomba em sorteio da Copa

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009 16:38 BRST
 

CIDADE DO CABO (Reuters) - Um fotógrafo alemão de 68 anos recebeu de um tribunal sul-africano o direito de deixar a prisão sob pagamento de fiança de 670 dólares, nesta segunda-feira, após ter sido preso por um falsa ameaça de bomba antes do sorteio dos grupos da Copa do Mundo.

Bernd Fischer, que disse trabalhar como jornalista freelancer para agências de notícias alemãs, foi uma das duas pessoas presas na sexta-feira por ameaças separadas de bombas falsas antes do sorteio na Cidade do Cabo.

Fischer, preso após deixar no chão uma sacola que ele disse conter uma bomba antes de sair correndo, terá de se apresentar à polícia três vezes por semana como parte do acordo para ser solto. A polícia também reteve seu passaporte.

"O senhor Fischer pagou sua fiança e foi solto", disse à Reuters o advogado do fotógrafo, Jan Hildebrand.

Um homem sul-africano de 45 anos também foi preso na sexta-feira após passar dois trotes por telefone sobre a existência de uma bomba no aeroporto internacional da Cidade do Cabo, mas a polícia não disse quando ele será julgado.

(Reportagem de Wendell Roelf)