África do Sul garante ter hospedagem suficiente para Copa 2010

terça-feira, 8 de dezembro de 2009 18:30 BRST
 

Por Wendell Roelf

CIDADE DO CABO (Reuters) - A África do Sul conta com acomodações suficientes para atender aos turistas que chegarão para a Copa do Mundo do ano que vem, embora algumas localidades poderão ter problemas para enfrentar a situação, disse nesta terça-feira o ministro do Turismo do país.

A Fifa disse que a rede hoteleira, o transporte e a segurança são as maiores preocupações antes do torneio que começa em 11 de junho e que será realizado pela primeira vez no continente africano.

"A África do Sul tem acomodação suficiente para 2010", disse Marthinus van Schalkwyk, ministro de Turismo, durante entrevista coletiva para o lançamento de uma auditoria nacional de acomodação para o evento.

"Temos disponíveis pelo menos 202.000 quartos no país", disse Van Schalkwyk, acrescentando que este número indica mais de 405.000 camas disponíveis.

Estima-se que ao menos 450.000 turistas estrangeiros devem comparecer ao evento.

Van Schalkwyk disse haver ao menos 7.520 estabelecimentos, como hotéis e albergues, que acomodarão os visitantes em um raio de 50 quilômetros dos estádios nas 10 cidades-sede.

No entanto, a auditoria revelou que algumas cidades, em especial Polokwane, Rustenburgo, Mangaung e Nelspruit, têm problemas para oferecer alojamentos aos visitantes.

"Mas não há nada para se exaltar. No Japão, na Coreia, na Alemanha e na França sempre que se realizou um evento da magnitude do Mundial, não se pode alojar todo mundo em cada cidade anfitriã", disse a jornalistas Jaime Byrom, copresidente executivo da Match Evente Service, empresa eleita pela Fifa para cumprir a demanda de alojamento do evento.

Byron disse que cerca de 671.914 entradas foram vendidas até sábado, com 360.565 ingressos para residentes sul-africanos e o restante para clientes internacionais.