Ferrari deixaria Schumacher correr por outra equipe--Montezemolo

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009 15:39 BRST
 

ROMA (Reuters) - A Ferrari não vai bloquear o caminho de Michael Schumacher se o heptacampeão mundial de Fórmula 1 decidir abandonar a aposentadoria para correr pela equipe Mercedes na próxima temporada da F1, disse à Reuters o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, nesta segunda-feira.

O alemão de 40 anos vem trabalhando como consultor da escuderia italiana desde que se aposentou das pistas no fim de 2006, mas a mídia especializada afirma que ele está próximo de assinar com a Mercedes, que comprou a equipe atual campeã do mundo Brawn GP.

Schumacher anunciou em setembro que continuaria trabalhando como consultor para a Ferrari por mais três anos. Perguntado se a Ferrari poderia impedir um acordo do alemão com outra equipe, Montezemolo disse: "Não".

"Está claro que se ele decidir seguir outro caminho, nosso acordo (de consultoria) não será mais válido, isso é lógico. Você não pode trabalhar para um concorrente e para nós ao mesmo tempo", disse Montezemolo à Reuters em entrevista.

(Reportagem de Gavin Jones)

 
<p>A Ferrari n&atilde;o vai bloquear o caminho de Michael Schumacher se ele decidir abandonar a aposentadoria para correr pela equipe Mercedes, disse o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo. REUTERS/Albert Gea</p>