Glock tem certeza que Schumacher voltará à F1 em 2010

terça-feira, 15 de dezembro de 2009 13:49 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O piloto alemão Timo Glock está convicto que seu compatriota Michael Schumacher vai voltar à Fórmula 1 na próxima temporada para correr pela equipe Mercedes e disse estar animado por competir com o heptacampeão mundial.

"Ainda há muita especulação, mas ele é apenas um piloto maluco, eu diria, e ele quer voltar", disse o ex-piloto da Toyota no lançamento de sua nova equipe, a Virgin Racing, nesta terça-feira.

"Acho que não é o bastante para ele disputar provas de kart e a Corrida dos Campeões no fim do ano. A chama ainda está lá, ainda está acessa nele, e será ótimo para a Fórmula 1 se ele voltar", acrescentou Glock, que será companheiro de equipe do brasileiro Lucas di Grassi na nova equipe.

"Acho que é óbvio que ele está voltando, é a minha impressão pessoal."

Glock estreou na Fórmula 1 como substituto na equipe Jordan por quatro corridas em 2004, ano em que Schumacher conquistou o último de seus sete títulos mundiais até se aposentar em 2006, com o recorde de 91 vitórias.

Ele disse que seria ótimo correr de verdade contra o compatriota, que agora está com 41 anos, e que provavelmente não teria no próximo ano o mesmo domínio de sua época na Ferrari.

"Para a Fórmula 1 o os fãs será um novo impulso outra vez se um heptacampeão mundial voltar após três anos fora. Será um ponto-alto. Um piloto alemão em um carro alemão, ótimo para todo mundo", disse Glock.

A Ferrari, que tem um acordo de consultoria com Schumacher, disse na segunda-feira que não bloquearia o caminho de Schumacher se ele decidisse correr pela Mercedes.

Schumacher tentou voltar às pistas este ano para ocupar a vaga aberta na Ferrari após o grave acidente do brasileiro Felipe Massa, mas uma lesão no pescoço impediu seu retorno à F1.

 
<p>O piloto alem&atilde;o Timo Glock est&aacute; convicto que seu compatriota Michael Schumacher vai voltar &agrave; F&oacute;rmula 1 na pr&oacute;xima temporada para correr pela equipe Mercedes e disse estar animado por competir com o heptacampe&atilde;o mundial. (Foto Arquivo Reuters) REUTERS/Karoly Arvai</p>