December 17, 2009 / 4:03 PM / in 8 years

Carreira na Fórmula 1 é de longo prazo, diz Di Grassi

3 Min, DE LEITURA

<p>Piloto Lucas di Grassi, em foto de arquivo, disse estar confiante em construir uma longa carreira como piloto de F&oacute;rmula 1 ap&oacute;s assegurar uma vaga como titular da nova escuderia Virgin Racing na pr&oacute;xima temporada.Mario Miranda</p>

SÃO PAULO (Reuters) - Lucas di Grassi está confiante em construir uma longa carreira como piloto de Fórmula 1 após assegurar uma vaga como titular da nova escuderia Virgin Racing na próxima temporada.

"Tenho uma base boa para entrar na Fórmula 1, com o mínimo possível para ter uma carreira a longo prazo", afirmou Di Grassi em coletiva de imprensa em São Paulo, nesta quinta-feira, no seu primeiro evento oficial da equipe no Brasil desde que foi confirmado como piloto da Virgin.

"Eu venho me preparando e tenho sido preparado para chegar a este momento. Não cai na Fórmula 1 do nada", acrescentou Di Grassi, ex-piloto de testes e reserva da Renault.

O paulista de 25 anos foi apresentado na terça-feira em Londres como um dos pilotos da equipe estreante, ao lado do alemão Timo Glock, para a temporada 2010.

Di Grassi afirmou não haver pressão para resultados na temporada de estreia da Virgin, e que a equipe só deverá entrar na disputa por um campeonato "em três ou quatro anos".

O piloto dispensou comparações com a Brawn GP, campeã em 2009 logo em seu primeiro ano de disputa.

"A entrada da Virgin é uma coisa séria, não é para entrar um ano e sair", afirmou. "Repetir o que a Brawn fez é muito improvável".

Ao lado do CEO da Virgin, Alex Tai, que descreveu o brasileiro como "extremamente talentoso", Di Grassi descartou uma disputa particular com Bruno Senna, outro brasileiro a estrear na categoria na próxima temporada, com a também novata Campos Meta.

"Vai ter uma disputa com o Bruno assim como os outros 25 pilotos do grid", disse.

Felipe Massa, da Ferrari, e Rubens Barrichello, da Williams, também irão disputar a próxima temporada.

A Virgin terá um carro projetado exclusivamente usando recursos de computação em vez de testes em túneis de vento.

Na semana passada, ao anunciar sua entrada na Fórmula 1, Di Grassi havia declarado que esta mudança o "preocupava". Desta vez, no entanto, disse "acreditar e confiar" na escuderia.

"A equipe tem total capacidade para desenvolver essa tecnologia", afirmou. "Estou bem confiante. (O carro terá) condições muito boas".

Além de Virgin e Campos Meta, estream na temporada 2010 as equipes US F1 e Lotus.

Reportagem de Hugo Bachega

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below