Carreira na Fórmula 1 é de longo prazo, diz Di Grassi

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 13:56 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Lucas di Grassi está confiante em construir uma longa carreira como piloto de Fórmula 1 após assegurar uma vaga como titular da nova escuderia Virgin Racing na próxima temporada.

"Tenho uma base boa para entrar na Fórmula 1, com o mínimo possível para ter uma carreira a longo prazo", afirmou Di Grassi em coletiva de imprensa em São Paulo, nesta quinta-feira, no seu primeiro evento oficial da equipe no Brasil desde que foi confirmado como piloto da Virgin.

"Eu venho me preparando e tenho sido preparado para chegar a este momento. Não cai na Fórmula 1 do nada", acrescentou Di Grassi, ex-piloto de testes e reserva da Renault.

O paulista de 25 anos foi apresentado na terça-feira em Londres como um dos pilotos da equipe estreante, ao lado do alemão Timo Glock, para a temporada 2010.

Di Grassi afirmou não haver pressão para resultados na temporada de estreia da Virgin, e que a equipe só deverá entrar na disputa por um campeonato "em três ou quatro anos".

O piloto dispensou comparações com a Brawn GP, campeã em 2009 logo em seu primeiro ano de disputa.

"A entrada da Virgin é uma coisa séria, não é para entrar um ano e sair", afirmou. "Repetir o que a Brawn fez é muito improvável".

Ao lado do CEO da Virgin, Alex Tai, que descreveu o brasileiro como "extremamente talentoso", Di Grassi descartou uma disputa particular com Bruno Senna, outro brasileiro a estrear na categoria na próxima temporada, com a também novata Campos Meta.

"Vai ter uma disputa com o Bruno assim como os outros 25 pilotos do grid", disse.   Continuação...

 
<p>Piloto Lucas di Grassi, em foto de arquivo, disse estar confiante em construir uma longa carreira como piloto de F&oacute;rmula 1 ap&oacute;s assegurar uma vaga como titular da nova escuderia Virgin Racing na pr&oacute;xima temporada. REUTERS/Mario Miranda</p>