Juventus é multada em 10.000 euros por cantos racistas

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009 17:36 BRST
 

ROMA (Reuters) - A Juventus recebeu uma multa de 10.000 euros depois que seus torcedores entoaram cânticos racistas e lançaram rojões contra o campo no domingo, quando o time perdeu por 2 x 1 em casa para o Catania pela Serie A, informou nesta segunda-feira o Campeonato Italiano.

A Juve poderia ter recebido uma pena mais severa devido ao fato de que alguns torcedores cantaram "não há italianos negros", o que já custou ao clube uma suspensão de seu estádio na temporada passada, quando a agressão foi dirigida ao atacante da Inter de Milão Mario Balotelli, que tem ascendência ganesa.

"Durante o jogo, torcedores da Juventus emitiram brevemente cantos ofensivos contra outro jogador de seu time em três ocasiões e também lançaram fogos de artifício nesse local", indicou um comunicado publicado no site do Campeonato Italiano.

A derrota para o Catania foi a terceira consecutiva da Juve -- que ocupa o terceiro lugar na classificação --, depois de perder por 3 x 1 em sua visita ao Bari e numa goleada de 4 x 1 contra o Bayern de Munique, que causou sua eliminação da Liga dos Campeões.

O Napoli também foi multado em 15.000 euros nesta segunda-feira depois que um laser foi apontado contra o goleiro rival na vitória do domingo de 2 x 0 em casa sobre o Chievo Verona. O Cagliari e o Bari foram punidos pelo mesmo motivo na semana passada.

O Livorno recebeu uma multa de 8.000 euros depois que torcedores provocaram a interrupção, antes do tempo, do jogo que sua equipe venceu por 3 x 1 ante a Sampdoria jogando fogos de artifício no campo.

A líder Inter de Milão foi multada em 5.000 euros depois que seus torcedores atiraram fogos de artifício durante vitória de 1 x 0 sobre a Lazio no estádio San Siro, no domingo.

(Reportagem de Paul Virgo)