December 21, 2009 / 9:30 PM / 8 years ago

Messi diz que não sabe explicar mau rendimento na seleção

3 Min, DE LEITURA

ZURIQUE (Reuters) - O atacante Lionel Messi disse nesta segunda-feira que não sabe explicar as razões para a diferença entre seu excelente rendimento no Barcelona e as atuações irregulares na seleção argentina.

Messi teve um ano excepcional no clube catalão, tendo sido decisivo na conquista de seis títulos: o Campeonato Espanhol, a Liga dos Campeões, a Copa do Rei, as Supercopas da Europa e da Espanha e o Mundial de Clubes da Fifa.

Já na seleção comandada por Diego Maradona, que penou para se classificar para a Copa da África do Sul, sua atuação é bem mais discreta.

"Não sei", disse Messi a jornalistas, que o questionaram sobre tamanha diferença, antes da entrega do prêmio que recebeu da Fifa como o melhor jogador do ano.

"Tento fazer o mesmo que faço no Barcelona. Mas a eliminatória (sul-americana) é complicada, às vezes é difícil jogar, tivemos de fazer um grande esforço para nos classificar", afirmou.

O atacante garantiu, no entanto, que durante a Copa será diferente. "Acho que o Mundial pode ser completamente diferente para nós, acho que pode ser melhor para mim e para Argentina."

Messi disputou o prêmio de melhor do mundo com os espanhóis Xavi e Andrés Iniesta, ambos seus companheiros no Barça, além do brasileiro Kaká e o português Cristiano Ronaldo, ambos do Real Madrid.

Messi, argentino nascido em Rosário, costuma se irritar com as insinuações de que guarda seu melhor futebol para o clube. "Isso me incomoda muito. Sou argentino e sinto a camisa. Dou tudo pela seleção argentina", afirmou.

Assim como Messi, Cristiano Ronaldo também não apresenta na seleção portuguesa o mesmo bom futebol que demonstra nos clubes. Portugal precisou disputar uma repescagem contra a Bósnia para se classificar para a Copa, em cuja primeira fase enfrentará Brasil, Coreia do Norte e Costa do Marfim.

Cristiano Ronaldo, ex-atleta do Manchester United, disse que sua seleção poderá se inspirar no surpreendente título europeu de 2004 da Grécia, obtido justamente em uma final contra Portugal, que organizava o torneio.

"Nunca ganhei nada importante com a seleção nacional, mas é importante para mim", disse. "Portugal tem uma possibilidade, ninguém falava da Grécia em 2004, e eles ganharam o torneio. Estou ansioso para ter um grande Mundial, mas também estou realmente concentrado e contente por estar lá."

Reportagem de Brian Homewoood

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below