Comissão rejeita oferta de Hiroshima e Nagasaki para Olimpíadas

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 11:59 BRST
 

Por Alastair Himmer

TÓQUIO (Reuters) - Uma proposta conjunta de Hiroshima e Nagasaki para sediar as Olimpíadas de 2020 foi rejeitada pela Comissão dos Jogos Olímpicos do Japão (JOC, na sigla em inglês).

Os prefeitos das duas cidades foram informados da decisão tomada pelo líder da comissão, Tsunekazu Takeda, que os aconselhou a apresentar ofertas individuais.

"O presidente da JOC os comunicou que devemos respeitar os estatutos olímpicos, pelo qual ser co-anfitriões não é possível", disse na sexta-feira à Reuters o diretor de Cooperação Olímpica da JOC, Yasuhiro Nakamori.

"É possível que Hiroshima pudesse realizar uma oferta sozinha. A cidade organizou os Jogos Asiáticos de 1994. Mas seria um pouco difícil que Nagasaki organize um evento internacional tão grande", acrescentou.

Takeda manteve na sexta-feira diálogos em Tóquio com os prefeitos de Hiroshima e Nagasaki --as duas únicas cidades do mundo que já sofreram ataques nucleares-- e negou-se a descartar algumas das sedes.

Tóquio, que perdeu para o Rio de Janeiro a votação realizada em outubro pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para a sede dos jogos de 2016, também busca tornar-se a oferta do Japão para 2020.

A decisão da cidade que representará o país para as Olimpíadas de 2020 pode seguir sendo um mistério até 2011, disse Nakamori.