Rali Dakar Argentina-Chile começa 2010 com grandes desafios

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009 09:30 BRST
 

Por Luis Ampuero

BUENOS AIRES (Reuters) - O Rali Dakar dará as boas vindas a 2010 quando começar a nova edição da tradicional competição, na qual os pilotos desafiarão as difíceis geografias da Argentina e Chile.

A corrida de quase 9.000 quilômetros, que terá uma passagem difícil pelo deserto do Atacama, no Chile, começará em 1o de janeiro e terminará no dia 17 no Obelisco da cidade de Buenos Aires.

Um total de 161 motos, 29 quadriciclos, 138 carros e caminhonetes e 50 caminhões devem correr 8.600 quilômetros por terras sul-americanas.

A caravana dos veículos partirá de Buenos Aires com destino a Colón antes de atravessar as províncias de Córdoba, La Rioja e Catamarca.

No Chile o percurso passa pelas regiões de Antofagasta, Iquique, La Serena e Santiago --onde os competidores terão também um dia de descanso-- e voltarão pelas províncias argentinas de San Juan, Mendoza e La Pampa.

A 32a edição do Rali Dakar tem como favorito na categoria motos o espanhol Marc Coma, ganhador de 2009, que enfrentará os franceses David Casteu, Cyril Despress e alguma outra surpresa.

Nos carros, as preferências se voltam ao piloto da Volkswagen, o espanhol Carlos Sainz, que depois de liderar quase toda a corrida de 2009 teve que abandonar ao cair em um rio seco.

"Eu quero ganhar mas estou ciente de que este é outro ano e que qualquer coisa pode acontecer", disse Sainz ao jornal argentino Clarín, em uma entrevista realizada recentemente na Áustria.