Ataque a ônibus da seleção de futebol do Togo mata um e fere 9

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010 22:07 BRST
 

Por Henrique Almeida

LUANDA (Reuters) - Homens armados abriram fogo contra o veículo que levava a seleção de futebol do Togo para a Copa Africana de Nações, em Angola, nesta sexta-feira, matando o motorista e ferindo outras nove pessoas, incluindo dois jogadores, disse um representante da seleção.

O ônibus havia entrado no enclave angolano de Cabinda, onde separatistas mantêm uma guerra há três décadas, e ficou sob a mira de tiros por 20 minutos.

Muitos jogadores que participam do campeonato jogam em clubes de alto nível do futebol europeu, como o camaronês Samuel Eto'o, da Inter de Milão, o marfinense Dider Drogba, do Chelsea. Emmanuel Adebayor, do Manchester City, estava no veículo, mas escapou ileso.

O grupo separatista Frente para Liberação do Enclave de Cabinda (Flec) assumiu a autoria do ataque, que ocorreu dois dias antes do evento, que deve atrair milhares de africanos nas próximas três semanas.

"Esta operação é apenas o início de uma série de ações planejadas que continuará ocorrendo em todo o território de Cabinda", disse em comunicado o secretário-geral da Flec, Rodrigues Mingas.

Os organizadores da Copa, a Confederação Africana de Futebol (CAF, na sigla em inglês), garantiu a continuidade dos jogos, apesar do ataque.

"Nossa prioridade é a segurança dos jogadores, mas o torneio será levado adiante", disse o porta-voz da entidade, Suleimanu Habubu, em Luanda.

O governo angolano disse que reforçará a segurança para que a Copa Africanas de Nações, que acontece entre 10 e 31 de janeiro em quatro províncias, incluindo Cabinda, aconteça pacificamente.   Continuação...