FIA vai recorrer de decisão favorável a Briatore

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010 14:30 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) informou nesta segunda-feira que vai recorrer da decisão de um tribunal francês que revogou a exclusão imposta ao ex-chefe da equipe Renault Flavio Briatore.

"O presidente da FIA consultou o Senado e os advogados da FIA sobre a decisão do Tribunal de Grande Instância de Paris no dia 5 de janeiro", disse a FIA em comunicado. "Foi decidido por unanimidade que um recurso será preparado."

Briatore foi banido do esporte em setembro por seu envolvimento na manipulação do GP de Cingapura de 2008, em que o piloto brasileiro Nelsinho Piquet bateu de propósito no muro para ajudar seu então companheiro de equipe Fernando Alonso a vencer a prova.

O tribunal de Paris reverteu a decisão da FIA, afirmando que a suspensão foi ilegal.

A FIA disse que a suspensão de Briatore permanece em vigor enquanto o recurso não for julgado, mas que os pilotos cujas carreiras são administradas por Briatore, como o australiano da Red Bull Mark Webber, terão sua superlicença expedida normalmente.

Em setembro, a FIA dissera que não renovaria as licenças de qualquer piloto ligado a Briatore ou a qualquer entidade ligada ao italiano.

A FIA acrescentou que o processo disciplinar que será apresentado como recurso contra a decisão do tribunal de Paris está bastante avançado.

"O presidente da FIA, o Senado da FIA, o Conselho Mundial de Automobilismo e os Clubes Membros da FIA em todos os países vão tomar todas as medidas que forem necessárias para garantir a continuidade da integridade e segurança do esporte", acrescentou o comunicado.

(Reportagem de Alan Baldwin)