January 14, 2010 / 6:34 PM / 8 years ago

Apaixonado, Alonso agora tem certeza que Ferrari é a melhor

3 Min, DE LEITURA

<p>Fernando Alonso da F&oacute;rmula 1 participa de "reuni&atilde;o de ski" dos integrantes da F1 em Madonna di Campiglio, It&aacute;lia, no dia 12 de janeiro. Alonso disse j&aacute; estar apaixonado pela Ferrari e afirmou que o ambiente de trabalho na escuderia italiana &eacute; melhor do que em qualquer outra equipe -- especialmente a McLaren.Alessandro Bianchi</p>

MADONNA DI CAMPIGLIO, Itália (Reuters) - Fernando Alonso já está apaixonado pela Ferrari e afirmou que o ambiente de trabalho na escuderia italiana é melhor do que em qualquer outra equipe -- especialmente a McLaren.

O espanhol, campeão mundial com a Renault em 2005 e 2006, mas que teve uma temporada marcada por problemas na McLaren em 2007 antes de retornar para o time francês, fez uma série de provocações à equipe britânica em sua primeira entrevista coletiva oficial como piloto da Ferrari, nesta quinta-feira.

"Me senti confortável desde o primeiro dia. A equipe me recebeu como uma família. A Ferrari, eu acho, é algo único na Fórmula 1", disse o piloto, de 28 anos, numa entrevista coletiva bastante concorrida no retiro de inverno da escuderia.

"Todos vocês sonharam em guiar uma Ferrari, eu também. Com certeza essa será minha última equipe. Quero terminar minha carreira com um gosto bom na boca."

A temporada de Alonso na McLaren foi marcada por divergência dentro da equipe e problemas de relacionamento com o então companheiro Lewis Hamilton.

"Perdi muito tempo falando sobre isso", disse Alonso. "Nunca pedi para ser o piloto número 1, mas o que eu não quero é ser número 2. Isso aconteceu algumas vezes em 2007."

Alonso, que substituiu na Ferrari o ex-campeão mundial Kimi Raikkonen, já passou alguns dias na sede da Ferrari em Maranello.

"É um ambiente familiar e há uma paixão pela velocidade na fábrica. A forma de trabalhar realmente me tocou. Eu estava acostumado a pessoas mandando e-mails mesmo estando a 10 metros de distância", disse ele, claramente referindo-se à equipe rival.

A Ferrari ficou em 4o lugar na temporada passada e ainda terá que lidar com a surpreendente decisão do heptacampeão mundial Michael Schumacher de romper seu contrato de consultoria com o time para voltar a correr pela nova equipe Mercedes.

Alonso, único piloto ainda em atividade a ter batido Schumacher duas vezes numa disputa de título mundial, está animado pelo reencontro com o rival.

"O retorno dele é bom para o esporte. Para os fãs, 2010 será muito interessante desde o começo. É uma motivação para mim com certeza. Quando ele não estava lá, claro que havia uma falta de motivação."

Alonso minimizou qualquer problema de relacionamento com seu novo companheiro, Felipe Massa, com quem teve uma discussão áspera em 2007 no GP da Alemanha. Segundo ele, o relacionamento entre ambos é "muito bom".

"Em 2007, estávamos numa corrida, éramos adversários. Isso é passado", disse ele, antes de sair para esquiar.

Reportagem de Mark Meadows

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below