Henry não será punido por mão na bola em jogo da repescagem

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 16:52 BRST
 

ZURIQUE (Reuters) - O atacante francês Thierry Henry não será punido por acomodar a bola com a mão na jogada que deu à França o empate por 1 x 1 no jogo de repescagem para a Copa do Mundo disputado com a Irlanda em novembro, disse a Fifa nesta segunda-feira.

Um comitê disciplinar da entidade decidiu que não havia um mecanismo para punir Henry por sua participação em um dos gols mais controversos do esporte desde a chamada "Mão de Deus" de Diego Maradona para a Argentina contra a Inglaterra na Copa de 1986.

As reprises na televisão mostraram que Henry tocou a bola com a mão duas vezes antes de William Gallas marcar o gol nos acréscimos. A França venceu a repescagem com um resultado final de 2 x 1 e se classificou para o Mundial na África do Sul.

"O Comitê Disciplinar chegou à conclusão de que não existiam fundamentos legais para que considerasse o caso, já que tocar a bola com a mão não pode ser considerado uma séria violação, como é estipulado no artigo número 77 do Código Disciplinar da Fifa", segundo um comunicado da entidade.

"Não há outro texto legal que permita ao comitê impor sanções a incidentes que não foram punidos pelos árbitros do jogo", acrescentou.

O chefe-executivo da associação de futebol irlandesa, John Delaney, disse à Reuters que não tinha comentários a fazer sobre a decisão.

(Reportagem de Brian Homewood)

 
<p>Capit&atilde;o da sele&ccedil;&atilde;o francesa, Thierry Henry, em foto de arquivo, n&atilde;o ser&aacute; punido por m&atilde;o na bola em jogo da repescagem. REUTERS/Benoit Tessier</p>