Tévez chama ex-colega Neville de "puxa-saco"

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010 09:34 BRST
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O atacante argentino do Manchester City Carlos Tévez, do Manchester City, chamou de "puxa-saco" seu ex-companheiro Gary Neville, a quem dirigiu uma provocação no clássico contra o Manchester United, no primeiro jogo da semifinal da Copa da Liga inglesa.

Depois de marcar na terça-feira o primeiro dos seus dois gols na vitória por 2 x 1 do City, Tévez fez para Neville um gesto dando a entender que ele falava demais.

O ex-zagueiro da seleção inglesa havia irritado Tévez por relatar comentários feitos anteriormente pelo treinador Alex Ferguson, do United, para quem o argentino não valia o valor que o clube precisaria pagar para mantê-lo no elenco no ano passado.

"Foi mal por dar a razão ao Ferguson", comentou Tévez à rádio argentina Rivadavia. "Acho que é muito 'chupamedias' (puxa-saco) ir falar (à imprensa) sobre os problemas pessoais que eu tinha com Ferguson", disse Tévez, por quem o City pagou cerca de 25 milhões de libras (40 milhões de dólares).

"Esse maluco, para que fale de mim, um ex-companheiro (...), é faltar-me ao respeito. Eu nunca disse nada dele", acrescentou.

Tévez contou que passou por Neville ao comemorar o gol de empate, de pênalti, e então se virou para ele e fez o gesto com a mão. Na hora não ficou claro a quem ele se dirigia, e por isso o atacante preferiu esclarecer. Garantiu que não foi "para as pessoas, jamais lhes faltaria ao respeito".

Ele afirmou ainda que o jogo foi duro e que o City precisará melhorar seu jogo para obter um bom resultado na quarta-feira no estádio Old Trafford. "Não jogamos bem no nosso campo, temos de melhorar muitíssimo para a segunda partida."

Tévez, de 25 anos, marcou 13 gols em suas 11 últimas partidas pelo City. Ele afirmou sentir que está voltando à boa fase que marcou sua passagem pelo Boca Juniors, onde foi campeão argentino e da Libertadores, e pelo Corinthians, onde participou do título brasileiro. Na Inglaterra, ajudou a evitar o rebaixamento do West Ham, antes se transferir para o Manchester United e depois para o City.

 
<p>Carlos T&eacute;vez do Manchester City comemora seu segundo gol contra o Manchester United durante jogo do Campeonato Ingl&ecirc;s. O atacante argentino chamou de "puxa-saco" seu ex-companheiro Gary Neville. REUTERS/Phil Noble 19/01/2010</p>