25 de Janeiro de 2010 / às 18:46 / 8 anos atrás

Cristiano Ronaldo é criticado na Espanha após expulsão

<p>Cristiano Ronaldo do Real Madri reage ap&oacute;s ser expulso pelo &aacute;rbitro Miguel Angel Perez Lasa, durante jogo da primeira divis&atilde;o esponhola contra o M&aacute;laga no est&aacute;dio Santiago Bernabeu em Madri. Cristiano Ronaldo recebeu cr&iacute;ticas generalizadas nesta segunda-feira depois da expuls&atilde;o que recebeu na vit&oacute;ria de 2 x 0.Sergio Perez 24/01/2009</p>

MADRI (Reuters) - Cristiano Ronaldo recebeu críticas generalizadas nesta segunda-feira depois da expulsão que recebeu na vitória de 2 x 0 do Real Madrid sobre o Málaga, incidente que trouxe à tona um caráter que alguns comparam aos personagens Dr. Jekyll e Mr. Hyde, do romance "O Médico e o Monstro."

O atacante português marcou os dois gols do jogo ainda no primeiro tempo, domingo, no estádio Santiago Bernabéu. Mas uma noite brilhante mudou de rumo aos 25 minutos do segundo tempo, quando foi expulso depois de quebrar o nariz do zagueiro Patrick Mtiliga, do Málaga.

Ele já havia sido expulso em dezembro por causa de um chute num jogador do Almería.

"Cristiano, herói e vilão" (El País), "Cristiano Ronaldo, anjo e demônio" (La Razón) e "Doutor Cristiano e Mister Ronaldo" (Marca), foram alguns dos títulos da imprensa espanhola nesta segunda-feira.

No Marca, o colunista Roberto Palomar disse que o comportamento de Ronaldo foi "a enésima idiotice do português nesta temporada", e que ele não tem o direito de prejudicar a equipe num momento em que o centroavante Gonzalo Higuaín está lesionado e Ruud van Nistelrooy foi vendido ao Hamburgo.

"Que lhe expulsem perante o Almaría e o Málaga, com a partida ganha, é do gênero bobo", escreveu Palomar. "Alguém tem de sentar com o menino e lhe explicar (...) que não dá para continuar assim a vida toda."

<p>Cristiano Ronaldo do Real Madrid corre atr&aacute;s da bola durante jogo contra Malaga no est&aacute;dio Santiago Bernabeu em Madri. O jogador recebeu cr&iacute;ticas nesta segunda-feira ap&oacute;s sua expuls&atilde;o na vit&oacute;ria de 2x0.Sergio Perez</p>

Outro colunista, Orfeo Suárez, do El Mundo, disse que Ronaldo precisa se controlar para o seu próprio bem, pelo dos colegas e do clube que lhe paga um enorme salário. "Só lhe resta refletir sobre si mesmo, descobrir como ficar com os gols e exorcizar seus demônios sem que sua personalidade e sua voracidade se ressintam."

Para Suárez, trata-se de uma "difícil equação, porque não há bom atacante que não tenha um demônio dentro, ainda que não pareça."

Santiago Segurola, no Marca, e Ramón Besa, no El País, acham que Ronaldo tem um claro desejo de ofuscar Lionel Messi, do Barcelona, que o sucedeu como melhor jogador do mundo em 2009.

"A pressa do luso para competir com Messi é a mesma que tem o Madrid de atrapalhar o Barça, de alcançar a liderança", escreveu Besa, para quem as duas expulsões nesta temporada são "prova da ansiedade de Cristiano."

"Ronaldo precisa controlar seus impulsos porque vai se encontrar com uma infinidade de Mtiligas", ecoou Segurola. "É rápido demais, potente demais, goleador demais. E nervoso demais. Os treinadores tomam nota. Os zagueiros também."

Ronaldo, que depois da partida pediu desculpas a Mtiliga e prometeu se emendar, ficará suspenso pelo menos na partida de sábado contra o Deportivo La Coruña. Ele alegou que não quis fazer mal ao rival. "Pode ser que nas imagens se veja sangue, mas só tentei me livrar da marcação."

Reportagem de Iain Rogers

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below