Fifa se diz satisfeita com venda de ingressos para Copa 2010

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010 17:42 BRST
 

JOHANESBURGO (Reuters) - Os organizadores da Copa do Mundo de futebol disseram nesta quarta-feira estar satisfeitos com a venda de entradas para o evento que começa em junho e criticaram a imprensa estrangeira, que afirma que a violência na África do Sul pode afugentar torcedores.

A venda de ingressos é menor que a registrada na Alemanha, há quatro anos, mas a Fifa disse ser compreensível devido à distância para torcedores da Europa, de onde são muitas das equipes classificadas.

A Fifa disse ter recebido 1,2 milhão de solicitações para entradas de 192 países durante a terceira fase de vendas, que terminou na semana passada. Os pedidos já somam dois milhões de um total de três milhões de assentos disponíveis.

"Desde o sorteio (em 4 de dezembro) temos visto um estouro na venda de ingressos (...) As vendas têm ido muito bem, estamos muito contentes", disse o diretor-executivo do comitê organizador local, Danny Jordaan.

O interesse parece ser cada vez maior entre os sul-africanos, uma grande preocupação para a Fifa, com quase um milhão de pedidos.

O secretário-geral da Fifa, Jeróme Valcke, disse que a escassez de voos para a África do Sul e o alto custo das passagens é um problema, mas tanto ele como Jordaan condenaram a imprensa que aponta os altos níveis de criminalidade no país anfitrião e os problemas de alojamento e transporte.

"Todo país tem problemas de segurança, incluindo os Estados Unidos e a Grã-Bretanha (...) Onde podemos organizar a Copa do Mundo? Na lua?", concluiu.

(Reportagem de Gordon Bell)