United não é time de um homem só, diz Rooney

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010 11:58 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O atacante Wayne Rooney rejeitou a ideia de que o seu Manchester United, que enfrenta no domingo o Arsenal numa partida que pode ser decisiva para o Campeonato Inglês, seja um "time de um homem só".

O atacante já marcou 21 gols nesta temporada, inclusive os da goleada de 4 x 0 sobre o Hull City na semana passada, e um na vitória de 3 x 1 sobre o rival Manchester City no jogo de volta da semifinal da Copa da Liga, na quarta-feira.

Alguns analistas dizem que Rooney está levando o time nas costas, mas o jogador disse ao jornal The Sun, em entrevista publicada na sexta-feira, que não é bem assim. "Não nos vejo como um time de um homem só, nem vejo isso como um grande ônus para mim, é absurdo. Se eu não recebo passes, não posso marcar. Se não marco, espero que outros marquem, e temos feito isso bem", afirmou.

"Esperamos ganhar como time, não como indivíduos. E não preciso dizer nada às pessoas que acham que o United está começando a decair", afirmou ele, citando o fato de o time estar em terceiro lugar no Campeonato Inglês, com um jogo a menos que o líder Chelsea, e na final da Copa da Liga.

Rooney não marcou nenhum gol de fora da área nesta temporada, e o treinador Alex Ferguson disse nesta semana que de fato pediu a ele que se concentre mais em atuar perto do gol.

Por isso, Rooney disse que "é importante demais ter o apoio dos outros quando você está jogando sozinho na frente, ou então pode ficar bem solitário por lá".

"Quem diz que eu não sou um goleador completo provavelmente está certo. Sempre sinto que poderia marcar mais gols. Não costumava conseguir tantos (gols) de dentro da pequena área em temporadas anteriores (...), mas trabalhei meus movimentos para criar espaço e está valendo a pena."

"Até agora nesta temporada eu consegui (...), e esses toquinhos para o gol se devem a todo o time, não a um jogador."

 
<p>Wayne Rooney (dir.) do Manchester United desafia Vincent Kompany do Manchester City durante jogo da Copa da Liga Inglesa em Manchester. Rooney rejeitou a ideia de que o seu time seja um "time de um homem s&oacute;". REUTERS/PhiL Noble 27/01/2010</p>