A pressão está sobre Murray, diz Federer

sábado, 30 de janeiro de 2010 17:49 BRST
 

Por Julian Linden

MELBOURNE (Reuters) - Os jogos de nervos já começaram antes da final do Aberto da Austrália entre Roger Federer e Andy Murray.

Murray está confiante, dizendo que ele tem o jogo necessário para derrotar o número 1 do mundo porque já o fez seis vezes antes.

Federer acredita que Murray pode sentir a pressão porque nunca o venceu em uma final de Grand Slam e ainda tem a cobrança adicional de ser o primeiro britânico campeão de um torneio de Grand Slam em 74 anos.

A guerra verbal já começou.

"Eu sei que ele gostaria de vencer o primeiro para o tênis britânico em, o que, 150 mil anos?, ironizou Federer.

"Acho que ele precisa muito mais disso do que eu, então, acredito que grande pressão está sobre ele. Mas veremos como ele vai lidar com isso. Não será fácil para ele, isso com certeza."

O jogador de 28 anos já disputou 21 finais de Grand Slam, vencendo 15. Ele já ganhou o Aberto da Austrália três vezes e foi finalista em outra, quando perdeu um jogo épico em cinco sets para Rafael Nadal, no ano passado.

Murray jogou apenas uma final de Grand Slam, a do Aberto dos Estados Unidos em 2008, a qual perdeu para Federer.   Continuação...