Com Massa e Schumacher, Fórmula 1 volta à ativa

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010 10:51 BRST
 

Por Alan Baldwin

VALÊNCIA, Espanha (Reuters) - A Fórmula 1 voltou à vida nesta segunda-feira, quando Michael Schumacher apresentou a nova Mercedes e Felipe Massa voltou a pilotar uma Ferrari, seis meses depois do grave acidente que sofreu no GP da Hungria.

Completando a trinca de regressos, o veterano espanhol Pedro de la Rosa fez sua primeira aparição em três anos como piloto da F1 em tempo integral, testando a nova Sauber.

Três anos depois de fazer sua última corrida pela Ferrari, Schumacher, de 41 anos, está deixando a aposentadoria, mas apenas assistiu seu colega Nico Rosberg ter a honra de iniciar o primeiro teste da F1 desde o fim da temporada de 2009, em novembro.

O heptacampeão só testaria o novo carro à tarde. Trata-se do W011 "Silver Arrow", uma evolução do vitorioso carro da Brawn de 2009, com um tanque de combustível com o dobro do tamanho, atendendo à nova regra que proíbe o reabastecimento.

Massa selou sua recuperação fazendo a sua primeira sessão competitiva de testes desde julho, quando foi atingido na testa por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello.

O próprio Barrichello também esteve na pista, com a nova Williams -- uma estreia discreta, já que a equipe preferiu não fazer um lançamento formal.

O britânico Gary Paffett deu as primeiras voltas com o elegante novo modelo da McLaren. Jenson Button e Lewis Hamilton, os pilotos titulares, devem experimentá-lo nos próximos dias.

Recém-chegado da BMW-Sauber, o polonês Robert Kubica deu as primeiras voltas pela Renault. O suíço Sebastien Buemi testou o novo modelo da Toro Rosso, o STR5, que foi projetado separadamente do carro da "equipe-mãe" Red Bull -- outra exigência do novo regulamento.   Continuação...

 
<p>O piloto brasileiro Felipe Massa em seu carro da Ferrari durante um treino na pista de Cheste, perto da cidade espanhola de Val&ecirc;ncia, 1o de fevereiro de 2010. REUTERS/Dani Cardona</p>