Fifa escolherá árbitros da Copa do Mundo na sexta-feira

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010 17:51 BRST
 

JOHANESBURGO (Reuters) - Os árbitros e auxiliares que participarão da Copa do Mundo da África do Sul serão escolhidos pela Fifa na sexta-feira ao final de um processo de seleção que dura mais de dois anos.

Um total de 37 árbitros e 74 bandeirinhas resta na lista que tinha originalmente 54 conjuntos de arbitragem escolhidos em 2007.

A Fifa não decidiu a quantidade exata de árbitros para o torneio, disse uma autoridade à Reuters, mas o número deve ficar em torno de 30.

A seleção final será realizada pelo comitê de arbitragem em Zurique, na Suíça, na sexta-feira, mas um porta-voz da Fifa declarou que não há certeza se a lista será anunciada no mesmo dia, durante o fim de semana ou na segunda-feira.

Uma série de decisões polêmicas no Mundial da Alemanha, em 2006, levou a Fifa a elaborar um programa para preparar os árbitros que podem estar na competição, que acontecerá de 11 de junho a 11 de julho.

Para 2010, há 14 árbitros da Europa, sete da América do Sul e cinco das confederações da Ásia e da Concacaf. A África tinha cinco candidatos, mas no último fim de semana Bonaventure Coffi Codjia, de Benin, foi suspenso por sua atuação na Copa das Nações Africanas. Dois árbitros da Nova Zelândia representam a Oceania.

Cada árbitro tem sua própria equipe com dois assistentes que trabalham com ele de maneira consistente nos últimos dois anos. Se um representante do trio não passar no teste físico ou de regras, todo o conjunto está eliminado.

O mais velho da lista é o brasileiro Carlos Eugênio Simon, que completa 45 anos em setembro e esteve nas Copas de 2002 e 2006, e o mais novo é Joel Aguilar, de 30 anos, de El Salvador.

(Reportagem de Mark Gleeson)

 
<p>O est&aacute;dio Green Point &eacute; iluminado enquanto s&atilde;o realizados testes de ilumina&ccedil;&atilde;o. Os &aacute;rbitros e auxiliares que participar&atilde;o da Copa do Mundo da &Aacute;frica do Sul ser&atilde;o escolhidos pela Fifa na sexta-feira ao final de um processo de sele&ccedil;&atilde;o que dura mais de dois anos. (Foto Arquivo) 27/10/2009 REUTERS/Mike Hutchings</p>