França pede prisão de ciclista acusado de hackear laboratório

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010 16:29 BRST
 

PARIS (Reuters) - Um tribunal francês emitiu um mandato internacional de prisão contra o ciclista norte-americano Floyd Landis pela suspeita de que ele teria invadido o computador de um laboratório antidoping, disse o diretor da agência antidoping da França, Pierre Bordry, à Reuters nesta segunda-feira.

Bordy disse que o juiz Thomas Cassuto acredita que Landis, de quem o título da Volta da França de 2006 foi tirado após ser reprovado no teste antidoping, queria provar que o laboratório onde suas amostras foram avaliadas se enganou.

"O juiz francês Cassuto, do Tribunal de Última Instância de Nanterre, nos informou que ele emitiu o mandato internacional de prisão contra Floyd Landis em 28 de janeiro, cujo teste antidoping deu positivo por uso proibido de testosterona durante a Volta da França de 2006, após o sistema de computador do nosso laboratório ter sido hackeado", disse Bordy.

"Ele foi convocado pela Justiça, não apareceu e agora está sob mandado internacional de prisão."

A agência antidoping francesa entrou com uma ação legal contra pessoas não reveladas, após o sistema de informática de seu laboratório ter sido hackeado em setembro de 2006.

Landis, primeiro ciclista a ter seu título retirado, continuou negando qualquer crime, mas o Tribunal de Arbitragem Desportiva (CAS) rejeitou sua declaração de que o teste revelou-se positivo por conta de algum engano no procedimento realizado pelo laboratório.

Landis, de 34 anos, disse no ano passado, após o término da suspensão de 2 anos, que estava decidindo se seguirá o exemplo do colega norte-americano Lance Armstrong e voltará a competir na Volta da França.

"Parece que ele (Landis) fez tudo o que pôde para entrar em nosso sistema para tentar provar que o laboratório estava enganado. Ele mostrou muitos documentos que obteve ao hackear diversos casos", afirmou Bordry.

(Reportagem de Bertrand Boucey)

 
<p>Ciclista norte-americano Floyd Landis durante audi&ecirc;ncia em Malibu, California, em maio de 2007. Fran&ccedil;a pede pris&atilde;o de ciclista acusado de hackear laborat&oacute;rio. Foto 15/02/201. REUTERS/Lucy Nicholson</p>