18 de Fevereiro de 2010 / às 20:30 / em 8 anos

Blatter: acreditem que África do Sul fará uma Copa maravilhosa

<p>O presidente da Fifa, Joseph Sepp Blatter, fala durante coletiva de imprensa no Rio de Janeiro em 2009. Ele pediu nesta quinta-feira confian&ccedil;a na capacidade da &Aacute;frica do Sul de realizar uma &oacute;tima Copa do Mundo em 2010. 29/09/2009 REUTERS/Sergio Moraes</p>

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou nesta quinta-feira que organizar a Copa do Mundo de 2010 é uma recompensa ao futebol africano e que as pessoas devem confiar na capacidade da África do Sul de realizar uma ótima competição.

“Será uma Copa maravilhosa. Confiem na África do Sul”, disse Blatter a repórteres na sede da Fifa, nesta quinta-feira.

“É a recompensa a um continente que deu muito ao mundo todo. O futebol usou muito esse continente e essa é a hora de devolver alguma coisa a eles. Muitos políticos nos parabenizaram por ir para lá.”

O secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, comparou o torneio a um carro.

“Temos um carro muito bom, muito forte. Enchemos o tanque de gasolina e podemos andar de carro por 40 dias”, disse ele.

“Estamos colocando óleo para garantir que tudo vai continuar funcionando. Temos as quatro rodas, mas ainda estão faltando algumas coisas.”

Ele disse que a maior preocupação é o estádio Soccer City, em Johanesburgo, com previsão de conclusão das obras apenas para 15 de março.

“Estamos mais ou menos no caminho, menos com o Soccer City, porque ainda não recebemos o estádio. Não é bom não ter o principal estádio pronto. Não podemos fazer nenhum teste por enquanto.”

“Todos os outros estádios estão prontos. Durban é um dos estádios mais bonitos da história de uma Copa do Mundo.”

Com hoteis e companhias aéreas sendo criticadas pelo aumento dos preços com a proximidade da Copa, Valcke disse que a empresa Emirates recentemente reduziu as tarifas de algumas rotas para a África do Sul em um terço e que abriria novas rotas para o país.

A taxa de criminalidade do país também tem sido motivo de preocupação na preparação para o Mundial, mas Valcke disse que todas as áreas ligadas à Copa do Mundo -- como estádio, hoteis e aeroportos -- terão proteção extra.

“O evento será seguro”, disse Valcke a repórteres. “Nada vai acontecer nas zonas da Copa do Mundo.”

No entanto, ele disse que não pode garantir um legado na área da segurança.

“Não tenho certeza que a África do Sul será mais segura depois da Copa do Mundo, mas eles terão um grande sistema de segurança pronto, com câmeras e sistemas de controle”, disse.

A África do Sul tem um dos mais altos índices de violência do mundo, com média de 50 assassinatos por dia -- mais do que os Estados Unidos, que têm uma população seis vezes maior.

Mais de 40.000 policiais serão mobilizados para a Copa, que começa em 11 de junho.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below