Leonardo diz a Berlusconi para demiti-lo do Milan se não estiver agradando

sábado, 20 de fevereiro de 2010 13:55 BRST
 

MILÃO (Reuters) - O técnico do Milan, o brasileiro Leonardo, disse ao dono do clube, o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, a demiti-lo do cargo se não estiver satisfeito com atual rendimento da equipe na Série A do futebol do país.

"Eu sou sempre muito calmo. Não tem problemas; se o presidente quer que eu saia, uma palavra sua é suficiente", disse Leonardo no sábado durante uma coletiva de imprensa, após reportagens nos jornais terem afirmado que Berlusconi havia criticado a tática aplicada no time.

O Milan foi derrotado em casa na última terça-feira por 3 a 2 pelo inglês Manchester, no jogo de ida válido pelas oitavas de final de Liga dos Campeões da Europa.

Ao mesmo tempo, o clube milanês ocupa a terceira posição da Série A do Italiano, bem atrás do líder, a Inter de Milão.