Fifa nega que oferecerá descontos em ingressos da Copa

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 13:44 BRT
 

Por Mark Gleeson

SUN CITY, África do Sul (Reuters) - A Fifa negou que irá oferecer descontos no preço de ingressos para a Copa do Mundo ou distribuir entradas de graça para garantir que os estádios tenham capacidade máxima durante o torneio deste ano na África do Sul.

"Não existe possibilidade de reduzir os preços", disse o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, em entrevista coletiva nesta terça-feira, negando informações publicadas pela mídia local no fim de semana afirmando que a Fifa reduziria os preços para estimular as vendas.

A Fifa, no entanto, disse que vai aumentar o número de ingressos com preços especiais para moradores da África do Sul, que são vendidas a 140 rands (18,21 dólares).

Valcke disse que os ingressos com preços especiais representam atualmente 11 por cento da capacidade dos estádios, e que esse número será elevado para 20 por cento.

"Essa foi uma promessa do presidente da Fifa (Joseph Blatter) ao governo da África do Sul", disse Valcke. "Faremos o nosso melhor para chegar aos 20 por cento na maioria dos jogos, mas não vamos dar desconto em nenhum ingresso, e não vamos distribuir nenhum ingresso. Nunca haverá ingresso de graça para a Copa do Mundo."

Segundo Valcke, a venda de ingressos deve cobrir o orçamento de 423 milhões de dólares da organização da Copa do Mundo na África do Sul.

"Estamos num momento difícil para o mundo. A crise econômica teve um impacto importante. Não estamos desesperados, estamos muito animados."