Cabañas segue desorientado e sem memória, diz médico

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 17:20 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O atacante da seleção do Paraguai Salvador Cabañas está desorientado e sem capacidade de reter informação, quase um mês após ter levado um tiro na cabeça, disse nesta quarta-feira um dos médicos do jogador.

Cabañas, de 29 anos, jogador do clube mexicano América, levou um tiro na cabeça no dia 25 de janeiro durante uma suposta briga em um bar da Cidade do México.

"Está desorientado, simplesmente não está em condições de reter (informações). Não vamos dizer o que aconteceu porque ele não tem a capacidade de reter. Não há nenhum estudo que nos diga se um dia ele vai se lembrar, mas na minha opinião acho que não", disse o médico Ernesto Martínez em entrevista coletiva.

O neurocirurgião acrescentou que, apesar de Cabañas ser todo dia informado sobre a data e o lugar onde está, ele esquece poucos minutos depois.

"Não se lembra de nada, perguntaram a ele o que aconteceu ele disse que não sabe, segue sem estar em contato com a realidade", acrescentou Martínez.

Os médicos que atenderam Cabañas não conseguiram extrair a bala da cabeça do jogador. No entanto, segundo especialistas, isso não será um impedimento para que o jogador volte a atuar.

A polícia continua procurando o agressor de Cabañas, que ajudou a classificar o Paraguai para a Copa do Mundo da África do Sul.

Segundo depoimentos de testemunhas às autoridades, José Jorge Balderas Garza, conhecido como "El JJ", criticou Cabañas pela falta de gols pelo América e atirou no atacante quando Cabañas partiu na direção dele.

(Reportagem de Carlos Calvo)

 
<p>Atacante da sele&ccedil;&atilde;o do Paraguai Salvador Caba&ntilde;as, em foto de arquivo, est&aacute; desorientado e sem capacidade de reter informa&ccedil;&atilde;o, quase um m&ecirc;s ap&oacute;s ter levado um tiro na cabe&ccedil;a. REUTERS/Daniel Aguilar/Files</p>