Recuperação neurológica de Cabañas levará anos, diz médico

quarta-feira, 3 de março de 2010 14:19 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A recuperação neurológica do atacante da seleção do Paraguai Salvador Cabañas, que ainda não sabe do risco de morte que correu após levar um tiro na cabeça, vai demorar muito anos, disse o médico Ernesto Martínez nesta quarta-feira.

Cabañas, jogador do clube mexicano América, deixou na terça-feira o hospital onde permaneceu internado desde o fim de janeiro, após ter levado o tiro durante uma suposta briga em um bar da Cidade do México. O jogador agora se encontra numa clínica de reabilitação.

O atacante, de 29 anos, ainda não tem consciência do que aconteceu em 25 de janeiro, e que o deixou à beira da morte.

"Ele já se olhou no espelho e não perguntou nada, ele não demonstrou nenhuma reação", disse Martínez em entrevista coletiva. "A recuperação neurológica pode levar um, dois ou três anos, não podemos precisar."

O neurocirurgião acrescentou que não se sabe quanto tempo Cabañas permanecerá na clínica de reabilitação.

A polícia mexicana continua procurando o agressor de Cabañas, que ajudou o Paraguai a se classificar para o Mundial da África do Sul.

Segundo depoimentos de testemunhas às autoridades, José Jorge Balderas Garza, conhecido como "El JJ", criticou Cabañas pela falta de gol no América, e atirou no jogador quando o paraguaio o encarou.

(Reportagem de Carlos Calvo)

 
<p>Atacante paraguaio Salvador Caba&ntilde;as, em foto de arquivo, deixou hospital na ter&ccedil;a-feira ap&oacute;s levar um tiro na cabe&ccedil;a. REUTERS/Henry Romero</p>