9 de Março de 2010 / às 15:49 / 8 anos atrás

Novas confusões deixam Adriano em alerta para Copa, diz agente

<p>Adriano cobra falta em amistoso do Brasil contra Irlanda, em Londres. 02/03/2009 REUTERS/ Eddie Keogh</p>

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mais recente confusão vivida fora de campo pelo atacante Adriano servirá de alerta para o jogador se concentrar e se preparar para disputar a Copa do Mundo da África do Sul, afirmou o agente do jogador do Flamengo, Gilmar Rinaldi, nesta terça-feira.

O atacante de 28 anos, que parecia ter deixado para trás os problemas pessoais que o levaram a cogitar encerrar a carreira há um ano, envolveu-se em mais uma polêmica. Ele não se reapresentou para treinar no clube do Rio de Janeiro após o amistoso do Brasil contra a Irlanda, em Londres, há uma semana.

A falta se somou a outras desde o começo do ano, deixando em evidência o retorno dos problemas pessoais do jogador, que disputou apenas metade dos jogos da equipe nesta temporada.

Segundo o agente de Adriano, uma briga do jogador com a namorada em um baile funk numa favela da zona norte do Rio, logo após voltar ao Brasil do jogo em Londres, foi o motivo da recaída do jogador.

Gilmar Rinaldi reconheceu que o episódio pode prejudicar a imagem do atacante na seleção brasileira e na Europa, para onde Adriano pretende voltar após o Mundial do meio do ano.

“O episódio vai ser um alerta para ele. Isso pode atrapalhar todo mundo”, disse Rinaldi à Reuters por telefone, acrescentando que vai depender do próprio Adriano conseguir uma vaga na lista do técnico Dunga para a Copa.

“O Dunga tem uma ideia clara e bem definida do Adriano. Vai depender dele. Será uma combinação entre as atuações pelo Flamengo e essas coisas fora de campo. O Dunga sabe que pode contar com o Adriano em algumas coisas”, acrescentou o ex-goleiro da seleção brasileira.

“NÃO DÁ PARA TIRAR A FAVELA”

Adriano voltou ao Flamengo no ano passado e ajudou o time conquistar o título brasileiro depois de ter rompido seu contrato com a Inter de Milão por problemas pessoais.

No entanto, o jogador não conseguiu manter o bom momento este ano e teve uma atuação apagada na vitória do Brasil por 2 x 0 sobre a Irlanda, o único jogo da seleção antes da convocação para a Copa.

O empresário do jogador admitiu que Adriano esta “dois a três quilos” acima do peso e que ele voltou a ter problema com bebidas alcoólicas.

“Já fizemos tratamentos com ele, mas o mundo do futebol tem preconceito e rejeita isso. Isso no futebol não é bem visto e o jogador passa por maluco”, disse Rinaldi, que, no entanto, negou que o atacante tenha também problemas com drogas, apesar de ir frequentemente a morros cariocas dominados pelo tráfico.

Rinaldi disse que a felicidade de Adriano está na favela e no convívio com amigos de infância.

“Não dá para tirar a favela do Adriano e nem acho que isso seja o certo. Lá ele renova as energias”, afirmou.

Reportagem adicional de Pedro Fonseca

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below