Button prega cautela após estreia frustrante na McLaren

terça-feira, 23 de março de 2010 12:06 BRT
 

Por Ian Ransom

MELBOURNE (Reuters) - O campeão mundial de Fórmula 1, Jenson Button, estabeleceu como objetivo do ano defender seu título, mas tem dúvidas sobre suas possibilidades de voltar ao lugar mais alto do pódio após uma estreia frustrante pela McLaren na abertura da temporada.

Apesar de sentir-se "completamente em casa" com a McLaren e o companheiro de equipe Lewis Hamilton, o piloto britânico disse que sua escuderia provavelmente ainda estará atrás das concorrentes no Grande Prêmio da Austrália do fim de semana.

"Acho que a Red Bull está muito forte, acho que a Ferrari está muito forte, e depois provavelmente vem a gente", disse Button, campeão em 2009 com a Brawn GP (agora Mercedes), em entrevista com a Reuters no circuito de rua de Albert Park, nesta terça-feira.

"Mas espero que com a mudança de circuito e algumas pequenas melhorias nós estaremos mais perto deles, e talvez disputando posições."

Button largou em oitavo e terminou em sétimo na prova de abertura da temporada no Barein, em 14 de março, atrás do heptacampeão mundial Michael Schumacher, da Mercedes, que ficou em sexto.

Hamilton, campeão do mundo em 2008, foi o terceiro, atrás da dupla da Ferrari, depois que Sebastian Vettel, da Red Bull, sofreu um problema no motor de seu carro e caiu de primeiro para quarto.

"A primeira corrida foi difícil para a gente. Acho que o carro não se adaptou bem ao Barein", disse Button. "Acho que aqui vai ser melhor. É um circuito mais travado, vamos esperar para ver. Um pódio seria fantástico, esse é o objetivo. Há uma possibilidade e temos que colocar nossa visão bem no alto."

Button ganhou em Albert Park de ponto a ponta no ano passado, uma das seis vitórias nas sete primeiras corridas que o colocaram a caminho do título.

 
<p>Piloto Jenson Button da McLaren participa de evento promocional em Melbourne. O campe&atilde;o mundial de F&oacute;rmula 1 estabeleceu como objetivo do ano defender seu t&iacute;tulo, mas tem d&uacute;vidas ap&oacute;s uma estreia frustrante na abertura da temporada. 23/03/2010 REUTERS/Mick Tsikas</p>