25 de Março de 2010 / às 00:01 / em 8 anos

Atrasos na Eurocopa-2012 continuam a atormentar Uefa

Por Mike Collett

TEL AVIV (Reuters) - O cenário de pesadelo no qual os estádios da Eurocopa-2012 não ficarão prontos a tempo continua a assombrar a Uefa às vésperas de seu congresso anual, disseram políticos e autoridades envolvidos no projeto.

O comitê executivo da Uefa ouviu um relatório de Martin Kallen, diretor de projeto do torneio a ser disputado na Polônia e Ucrânia, no qual são apresentados problemas nos estádios de Kiev e Lviv, na Ucrânia.

Gianni Infantino, secretário-geral da Uefa, disse à Reuters: “Estamos preocupados, sim, os problemas são sérios. No entanto, temos toda a fé de que serão solucionados. Agora é a hora da Ucrânia acelerar as obras”.

“Temos certeza de que tudo estará pronto a tempo, estamos acompanhando atentamente a situação”.

Mais cedo, o porta-voz da Uefa Rob Faulkner disse em entrevista coletiva: “Existiam algumas preocupações, particularmente na Ucrânia, sobre possíveis atrasos levando a questões sobre se duas das principais sedes não estariam cumprindo os prazos”.

“Kiev, em particular, foi uma das cidades sob discussão. Os aspectos técnicos envolvem a cobertura do estádio e outros a respeito da construção, mas não temos qualquer preocupação quanto a estar pronto a tempo.”

O novo presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovich, ordenou que as obras fossem aceleradas.

“Compreendo muito bem que se hoje as obras estão atrasadas em relação ao calendário e à preparação, portanto devemos tomar medidas diferenciadas para acelerar a construção de estádios, estradas, hotéis e toda a infraestrutura necessária”, comentou Yanukovich em seu site (www.president.gov.ua).

TRABALHO LENTO

Yanukovich, que se encontrou com o vice-primeiro-ministro Borys Kolesnikov na quarta-feira, teria dito ao colega: “Há muita conversa sobre financiamento fora do orçamento do Estado na Euro 2012”.

“Gostaria de propor um programa de investimentos e encontrar os meios de captação de crédito para financiar este evento tão importante.”

Kolesnikov disse que todo o trabalho necessário será feito.

“Em seus 19 anos de independência, a Ucrânia não construiu um único aeroporto ou estádio. O presidente me deu uma tarefa de grande escala - construir três novos aeroportos e dois novos estádios em um ano e meio. Mas vamos construí-los”, afirmou ele, segundo o site do presidente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below