Ecclestone quer levar F1 para Nova York em 2012

quinta-feira, 25 de março de 2010 11:58 BRT
 

ROMA (Reuters) - O chefe comercial da F1, Bernie Ecclestone, disse nesta quinta-feira que quer levar o esporte de volta aos Estados Unidos para um Grande Prêmio de Nova York em 2012.

"Estou tentando para 2012, em Nova Jersey do outro lado de Manhattan, com os arranha-céus de cenário", disse Ecclestone em entrevista com o jornal La Gazzetta dello Sport antes do GP da Austrália de domingo.

"Quinze minutos do centro de Nova York até o circuito. Maravilhoso."

Nove circuitos receberam corridas de F1 nos EUA, incluindo uma no estacionamento do hotel e cassino Caeser's Palace de Las Vegas, em 1981 e 1982.

O maior grande prêmio no país foi em Indianápolis em 2007.

Ecclestone também disse que aceitaria ver o retorno de Flavio Briatore à Fórmula 1, apesar do ex-chefe da Renault ter descartado um retorno quando a suspensão vitalícia imposta a ele pelo escândalo de Cingapura em 2008 foi revertida.

"Acho que ele pode participar da promoção da F1", disse Ecclestone.

O empresário acrescentou que o presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, governa de uma forma mais em parceria do que seu antecessor Max Mosley, mas disse que espera que o francês não tente realizar muitas mudanças.

(Por Paul Virgo)