Arsenal perde Fábregas por 6 semanas

quinta-feira, 1 de abril de 2010 16:27 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - A disputa do Arsenal pelo título do Campeonato Inglês sofreu um revés na quinta-feira, depois de o capitão Cesc Fábregas sofrer uma fratura na perna direita que o afastará dos campos por pelo menos seis semanas.

"Cesc vai ficar de fora do resto da temporada britânica, já que passará pelo menos seis semanas fora de ação", disse um comunicado postado no site do clube (www.arsenal.com).

O meio-campo espanhol fraturou a fíbula direita quando colidiu com o zagueiro do Barcelona Carles Puyol na quarta-feira, na primeira partida das quartas-de-final da Liga dos Campeões, que terminou em empate de 2 x 2.

Ele continuou jogando e marcou o gol de pênalti que garantiu o empate ao Arsenal, e ficou em campo os últimos oito minutos da partida mancando, antes de deixar o estádio apoiado em muletas e resmungando que temia pelo pior.

Uma tomografia feita na quinta-feira confirmou que seu pessimismo era justificado, mas, embora sua lesão não poderia ter vindo em um momento pior para o Arsenal, quando o time tenta derrotar o Chelsea e o Manchester United, Fábregas deve estar recuperado para disputar a Copa do Mundo.

Fábregas, que estava em ótima fase no Arsenal, o terceiro colocado, marcou 19 gols nas partidas desta temporada. Ele foi atendido pelo departamento médico do Arsenal esta semana depois de levar um chute na partida contra o Birmingham City, no sábado.

Tendo sido liberado para jogar na quarta-feira, Fábregas e seus colegas de time sofreram com o Barcelona durante uma hora, mas o capitão foi pouco a pouco animando suas tropas até conseguir que o time se refizesse, dando uma virada inesperada perto do final da partida, que rendeu dois gols e o empate.

Ele não poderia jogar de qualquer maneira a partida de volta, na Espanha, depois de receber um cartão amarelo por uma falta que cometeu contra Sergio Busquets no primeiro tempo.   Continuação...

 
<p>Cesc F&aacute;bregas, do Arsenal, sofreu uma les&atilde;o na perna direita durante jogo contra o Barcelona e desfalcar&aacute; o clube por seis semanas. REUTERS/Albert Gea</p>