ENTREVISTA-Brasil depende demais de Kaká, diz Carlos Alberto

sexta-feira, 2 de abril de 2010 14:45 BRT
 

Por Pedro Redig

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Brasil, pentacampeão mundial de futebol, vai para a Copa do Mundo em junho sem contar com os grandes jogadores necessários para conquistar o troféu e excessivamente dependente de Kaká, disse à Reuters o ex-capitão da seleção brasileira Carlos Alberto Torres.

O ex-lateral direito brasileiro disse também que o atacante inglês Wayne Rooney é o melhor jogador do mundo.

Carlos Alberto, 65 anos, que liderou a seleção brasileira no triunfo de 1970 e fez um dos maiores gols de todos os tempos na final dessa Copa, disse que falta à seleção atual a força em profundidade que marcou as campanhas anteriores.

"Nas Copas passadas, o Brasil partia com quatro, cinco ou seis grandes jogadores - cada um deles capaz de ganhar uma Copa do Mundo sozinho," disse ele em entrevista concedida em sua casa no Rio de Janeiro.

"Isso aconteceu com Garrincha e Pelé, depois com Romário, em 1994, e com Ronaldo e Rivaldo em 2002. Isso sempre aconteceu."

Carlos Alberto disse que Kaká, que vem apresentando desempenho abaixo de seu potencial máximo desde sua transferência de 92 milhões de dólares do AC Milan para o Real Madrid, no ano passado, pode ter que arcar com uma parte grande demais da responsabilidade.

"Hoje a seleção brasileira é virtualmente dependente do Kaká. E se o Kaká se machucar, o que vai acontecer?"

"Não temos nenhum outro jogador capaz de virar uma partida da Copa e dar o título ao Brasil," disse Carlos Alberto, acrescentando que Ronaldinho, do Milan, deveria ser incluído na seleção de Dunga.   Continuação...

 
<p>Kak&aacute;, durante amistoso contra a Inglaterra, em novembro. Para o ex-capit&atilde;o da sele&ccedil;&atilde;o, Carlos Alberto Torres, o Brasil depende demais do jogador. REUTERS/ Eddie Keogh</p>