Messi supera Cristiano Ronaldo e ganha mais elogios

domingo, 11 de abril de 2010 14:52 BRT
 

MADRI (Reuters) - A batalha pelo prêmio de jogador do ano foi transferido para o campo, e Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, foi novamente superado por Lionel Messi, do Barcelona, no clássico de sábado.

Depois de marcar quatro gols contra o Arsenal na Liga dos Campeões na terça-feira, o atual melhor do mundo Messi fez o gol de abertura do Barça, enquanto Ronaldo, vencedor do ano anterior, se limitou a algumas disparadas, alguns chutes e mais um punhado de truques com a bola.

Para piorar, torcedores insatisfeitos assobiaram para o português no final da partida, insinuando que ainda precisam ser convencidos de que ele vale a soma recorde de 126 milhões de dólares que o Real pagou ao Manchester United por seus serviços.

"Messi demais para CR9" foi a manchete do diário esportivo espanhol Marca, enquanto sua contrapartida na capital catalã, o Sport, trombeteava "Leo deixou Cristiano no ridículo no confronto dos craques".

A vitória de 2 x 0 do Barcelona colocou os atuais campeões três pontos adiante de seus arquirrivais no topo da liga espanhola faltando sete partidas. Já a derrota deixa Cristiano Ronaldo e o Real diante de uma temporada sem troféus após a eliminação da Liga dos Campeões e da Copa do Rei.

Se passar por sua semifinal contra a Inter de Milão na Liga dos Campeões, o Barça ainda terá a chance de conquistar um segundo título europeu consecutivo na final de maio.

"Todos os torcedores têm a mesma sensação agora: o bastão de Jogador do Ano é de Messi - e pode continuar sendo por muito tempo", disse o colunista Roberto Palomar, do Marca, neste domingo.

CAVALO X PULGA

Messi, de 22 anos, cuja forma será essencial para as esperanças argentinas na Copa do Mundo, é o artilheiro do Campeonato Espanhol com 27 gols contra 18 de Ronaldo.   Continuação...

 
<p>Lionel Messi do Barcelona controla jogada contra o Real Madrid durante partida do Campeonato Espanhol no est&aacute;dio de Madri. Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, foi novamente superado por Messi na batalha pelo pr&ecirc;mio de jogador do ano no cl&aacute;ssico de s&aacute;bado. 10/04/2010 REUTERS/Paul Hanna</p>