Amauri recebe cidadania e poderá defender seleção italiana

segunda-feira, 12 de abril de 2010 15:35 BRT
 

ROMA (Reuters) - O atacante brasileiro Amauri, da Juventus, tornou-se elegível para defender a seleção da Itália de futebol nesta segunda-feira ao obter sua cidadania italiana em uma cerimônia em Turim.

"Estou feliz e emocionado", disse o jogador a repórteres após o fim de um longo processo burocrático. "Foi uma longa espera mas agora estou orgulhoso de ser um cidadão italiano."

"Se eu tiver a oportunidade de vestir a camisa italiana, serei o homem mais feliz do mundo."

O jogador, de 29 anos e que passou a maior parte de sua carreira na Itália, é um dos candidatos a uma vaga na equipe italiana para a Copa do Mundo da África do Sul após o técnico Marcello Lippi afirmar que ele seria considerado uma vez o processo de cidadania chegasse ao fim.

As chances de Amauri podem ser afetadas pelo seu desempenho ruim no ano passado com a Juventus em uma temporada fraca e sob o risco de ficar de fora da próxima Liga dos Campeões.

Ele é elegível para a Itália já que nunca representou o Brasil. O jogador foi convocado por Dunga para um amistoso contra a Itália no ano passado mas a Juventus não o liberou, já que o pedido foi feito após o tempo estipulado pela Fifa.

(Reportagem de Paul Virgo)