Prodrive e Lola descartam competir pela F-1

quinta-feira, 15 de abril de 2010 20:20 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Prodrive, dirigida pelo ex-chefe da BAR e Benetton David Richards, e a ex-escuderia Lola descartaram nesta quinta-feira que disputarão a Fórmula 1 no ano que vem.

As empresas britânicas eram consideradas as duas candidatas mais fortes para preencher a 13a e última vaga vazia, deixada com o fracasso da equipe USF1.

Quinta-feira foi o último dia dado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para prováveis equipes se registrarem.

"Nosso foco atual é no retorno da Prodrive ao Campeonato Mundial de Rali em 2011 e isto só já toma recursos significantes para desenhar e desenvolver um carro completamente novo", disse Richards em comunicado.

"A Lola... não fará pedido para Fórmula 1 em 2011", disse a empresa. "A Lola continuará a ser fornecedora de tecnologia para a Fórmula 1 através de seu centro técnico e fábrica em Huntingdon."

Richards é também diretor da montadora britânica de veículos esportivos Aston Martin.

Ele disse que as atividades da Aston Martin em todas as categorias esportivas continuarão a se expandir. A Prodrive também competirá na Supercar V8 australiana com a Ford.