Venda de ingressos da Copa dispara mas serão poucos estrangeiros

sexta-feira, 16 de abril de 2010 14:48 BRT
 

Por Barry Moody

JOHANESBURGO (Reuters) - Mais de 100 mil ingressos para as partidas da Copa do Mundo foram vendidos em menos de dois dias de vendas diretas com dinheiro vivo, mas o número de torcedores estrangeiros que provavelmente vão assistir às partidas caiu pela metade, disse o organizador chefe Danny Jordaan.

As vendas diretas de ingressos na África do Sul começaram na quinta-feira e pela primeira vez desencadearam uma febre real em torno da Copa no país. Houve caos, com milhares de torcedores fazendo filas para comprar entradas, provocando pane no sistema computadorizado.

A MATCH, o ramo de agência de viagens da Fifa, pediu desculpas pelos problemas, que levaram torcedores a brigar depois de passar horas aguardando em filas. A polícia usou spray de pimenta para apartar torcedores que estavam brigando em Pretória, e um aposentado morreu de ataque cardíaco na Cidade do Cabo.

Chefe do comitê organizador local da Copa, Jordaan disse à Reuters na sexta-feira que 101 mil ingressos foram vendidos na fase final de vendas. A Copa começa em 11 de junho. Cerca de 12 mil dos ingressos foram internacionais, e o restante foi vendido a torcedores sul-africanos.

Jordaan disse que ainda há ingressos por 20 dólares, a categoria de preço disponível apenas para sul-africanos, para apenas sete das 64 partidas. Todas as partidas da seleção sul-africana, Bafana Bafana, e a maioria das partidas com as outras cinco seleções africanas, estão com os ingressos esgotados.

A Fifa informou que os ingressos para 29 partidas estavam esgotados, incluindo a final, as duas semifinais, o jogo de abertura e todos os jogos em Durban e na Cidade do Cabo.

Mas Jordaan disse que a estimativa do número de torcedores estrangeiros que virão assistir à Copa -- atingidos pela crise econômica global, os altos preços das passagens aéreas e de hospedagem -- foram revistos para cerca de 200 mil pessoas, contra a previsão original de 450 mil.

Na semana passada Jordaan lançou um apelo aos sul-africanos para que comprassem os 500 mil ingressos remanescentes, de um total de 2,7 milhões, depois de algumas entradas serem devolvidas por clientes corporativos e estrangeiros.   Continuação...

 
<p>Pol&iacute;cia mant&eacute;m guarda enquanto f&atilde;s sul-africanos aguardam para comprar ingressos para a Copa do Mundo de 2010 em Sandton, Johanesburgo. Mais de 100 mil ingressos para as partidas da Copa do Mundo foram vendidos em menos de dois dias de vendas diretas com dinheiro vivo, mas o n&uacute;mero de torcedores estrangeiros que provavelmente v&atilde;o assistir &agrave;s partidas caiu pela metade, disse o organizador chefe Danny Jordaan. 15/04/2010 REUTERS/Mike Hutchings</p>