18 de Abril de 2010 / às 13:45 / em 7 anos

Button lidera dobradinha da McLaren, Massa é nono colocado

<p>O campe&atilde;o mundial Jenson Button pilotou tranquilamente em meio ao caos do chuvoso Grande Pr&ecirc;mio da China e obteve sua segunda vit&oacute;ria da temporada neste domingo, abrindo caminho para uma dobradinha da McLaren com Lewis Hamilton. REUTERS/Jason Lee</p>

Por Nick Mulvenney

XANGAI (Reuters) - O campeão mundial Jenson Button pilotou tranquilamente em meio ao caos do chuvoso Grande Prêmio da China e obteve sua segunda vitória da temporada neste domingo, abrindo caminho para uma dobradinha da McLaren com Lewis Hamilton.

O britânico de 30 anos, que assumiu a liderança da tabela depois de comemorar a nona vitória de sua carreira, gritou “Merecemos essa de verdade!” no rádio da equipe ao cruzar a linha de chegada.

“Para mim, foi minha melhor vitória”, disse o sorridente Button, que largou em quinto, aos repórteres. “As condições estavam difíceis, e o melhor é que mantivemos um bom ritmo. Não foi só a sorte de adivinhar o clima.”

Hamilton abriu caminho e foi da 12a posição na quarta volta para chegar 1seg53 atrás de seu compatriota, a primeira dobradinha britânica desde 1999.

O estilo agressivo do piloto de 25 anos causou uma colisão com a Red Bull de Sebastian Vettel na reta dos boxes e uma investigação dos fiscais de pista após a prova resultou em reprimendas para os dois pilotos por condução perigosa.

“Tive uma corrida movimentada”, disse Hamilton, que abraçou Button e apertou sua mão.

“Abri caminho na raça e ambos fizemos um trabalho incrível, é ótimo para a equipe.”

QUEIMANDO A LARGADA

O alemão Nico Rosberg garantiu o terceiro lugar pela segunda vez consecutiva para a Mercedes, e o espanhol Fernando Alonso, punido por queimar a largada com sua Ferrari, terminou em quarto.

Button tem 60 pontos, dez acima de Rosberg com Hamilton e Alonso ambos mais um ponto atrás na terceira colocação.

Vettel, que venceu a última corrida na Malásia e em Xangai no ano passado, largou na pole mas não conseguiu mais do que a sexta colocação atrás da Renault de Robert Kubica.

Vitaly Petrov, também da Renault, impressionou ao ultrapassar a Mercedes de Michael Schumacher e a Red Bull de Mark Webber e ficar com o sétimo lugar, a primeira prova completada pelo piloto russo.

A queimada de Alonso, uma entrada do safety car por conta de uma batida com três carros na primeira curva, a chuva pesada e uma segunda entrada do safety car contribuíram para uma corrida divertida, mas caótica.

Felipe Massa terminou a prova em nono, Bruno Senna foi o 16o e o também brasileiro Lucas di Grassi abandonou a prova na oitava volta.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below