Venezuelano campeão de boxe comete suicídio na prisão

segunda-feira, 19 de abril de 2010 12:13 BRT
 

Por Andrew Cawthorne

CARACAS (Reuters) -O venezuelano Edwin Valero, ex-campeão mundial de boxe, cometeu suicídio na prisão onde cumpria pena pelo assassinato de sua mulher, informou a polícia nesta segunda-feira.

Valero, que era o campeão peso-leve do Conselho Mundial de Boxe antes de ser recentemente internado numa clínica para dependentes de álcool, foi encontrado em sua cela ainda com alguns sinais de vida, mas não sobreviveu, disse o chefe de polícia Wilmer Flores Trosel.

"Um prisioneiro próximo ouviu barulhos dentro da cela e chamou os policiais, que imediatamente foram ao local e encontraram o boxeador Valero enforcado com suas próprias roupas", disse Flores à TV estatal.

O lutador de 28 anos, conhecido como "O Inca", foi acusado de ter matado sua mulher a facadas em um quarto de hotel na cidade de Valencia.

A polícia disse no domingo que ele confessou o assassinato de Jennifer Carolina Viera de Valero, de 24 anos.

Valero teve um começo de ano marcado por problemas. Ele foi preso em março por maus-tratos à mulher e foi internado numa clínica para tratar o vício de álcool. Ele era considerado pelo Conselho Mundial de Boxe como "campeão em suspenso" da categoria peso-leve.

Valero era um importante defensor do presidente venezuelano, Hugo Chávez. Ele tinha uma bandeira do país com a imagem de Chávez tatuada no peito.

O empresário do lutador, José Castillo, disse à TV local Globovisión que Valero nunca deveria ter sido autorizado a deixar o centro de reabilitação onde estava até poucos dias atrás.

 
<p>O venezuelano Edwin Valero antes de luta do WBC em La Guaira em dezembro de 2009. O ex-campe&atilde;o mundial de boxe, cometeu suic&iacute;dio na pris&atilde;o onde cumpria pena pelo assassinato de sua mulher, informou a pol&iacute;cia nesta segunda-feira. 18/12/2009 REUTERS/Stringer/Arquivo</p>