21 de Abril de 2010 / às 12:06 / 7 anos atrás

Ex-presidente do COI Samaranch morre aos 89 anos

<p>Ex-presidente do COI Juan Antonio Samaranch morreu aos 89 anos em Barcelona. 17/04/2001 REUTERS/Files</p>

Por Iain Rogers

BARCELONA (Reuters) - Juan Antonio Samaranch, ex-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), morreu aos 89 anos, informou nesta quarta-feira o hospital em Barcelona onde ele estava internado.

O espanhol Samaranch, nomeado presidente honorário vitalício do COI quando deixou a presidência em 2001, foi internado no hospital Quiron no domingo com graves problemas de coração e morreu às 13h25 horário local (8h25 hora de Brasília).

Ele morreu como resultado de uma “parada cardiorrespiratória”, disse o médico Rafael Esteban em comunicado.

“Não posso encontrar as palavras para expressar a tristeza da família olímpica”, disse o presidente do COI, Jacques Rogge.

“Perdemos um grande homem, um mentor e um amigo que dedicou sua longa e vitoriosa vida ao (movimento) olímpico.”

Samaranch, uma das figuras mais poderosas do mundo esportivo, que exerceu influência sobre o movimento olímpico até sua morte, havia sofrido uma série de problemas de saúde desde a sua aposentadoria e foi internado várias vezes.

Ele dirigiu o COI com autoridade absoluta por duas décadas, e a vitoriosa campanha de Barcelona para ser sede das Olimpíadas de 1992 foi vista como seu triunfo pessoal.

Partidários de Samaranch acreditam que ele mostrou habilidade política em um período difícil e conduziu os Jogos à era do esporte profissional e transformou-os em uma enorme máquina de dinheiro.

Seus críticos argumentam que muitos dos valores originais do movimento ficaram à sombra da busca de sucesso comercial, levando à corrupção e aos escândalos de drogas.

Ele deixou o cargo em julho de 2001, 21 anos depois de ter sido eleito sétimo presidente do COI, e tornou-se presidente vitalício quando entregou o poder a Rogge.

“Estou profundamente entristecido pela morte de um homem que construiu os Jogos Olímpicos da era moderna, um homem que me inspirou, e cujo conhecimento do esporte era realmente excepcional”, disse Rogge em nota.

“Graças a sua visão extraordinária e talento, Samaranch foi o arquiteto de um movimento olímpico forte e unificado.”

Com reportagem adicional de Karolos Grohmann em Berlim

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below