April 25, 2010 / 3:00 PM / 7 years ago

Volta de Kaká anima Real Madrid e seleção brasileira

3 Min, DE LEITURA

<p>Kak&aacute; comemora depois de fazer o gol da vit&oacute;ria pelo Real Madrid contra o Zaragoza, em partida pela primeira divis&atilde;o do Campeonato Espanhol no est&aacute;dio de La Romareda, em Zaragoza, 24 de abril de 2010.Sergio Perez</p>

Por Iain Rogers

BARCELONA (Reuters) - Após seis semanas no "estaleiro", o retorno de Kaká é uma grande notícia para o Real Madrid conquistar o título espanhol e para as esperanças do Brasil na Copa do Mundo.

Surgiram dúvidas sobre o compromisso do meio-campista de 28 anos com o Real após sua ausência por problemas musculares, enquanto alguns sugeriam que estava se poupando para a Copa da África do Sul, que começa em junho.

Entretanto, Kaká silenciou seus críticos no sábado quando entrou em campo faltando 15 minutos para concluir a segunda etapa da partida do Real Zaragoza e do Real Madrid e garantiu o 2 x 1 que deu a vitória ao seu time, que continua a um ponto do líder Barcelona faltando quatro rodadas para o final do campeonato.

"Jesus Cristo ressuscitou no terceiro dia, seu fiel Kaká precisou de 43", escreveu o colunista Tomás Guasch no jornal As neste domingo, em referência à fé do brasileiro.

"Voltou a ser o grande Kaká com um gol que pode valer o campeonato", acrescentou.

Quando entrou em campo, o Real Madrid buscava desesperadamente um gol que mantivesse vivas suas opções de alcançar o Barcelona, que derrotou por 3 x 1 o Xerez, lanterna da liga espanhola.

Kaká formou uma dupla formidável com Cristiano Ronaldo, correndo para controlar um hábil passe do português e marcando o gol da vitória com um chute angulado aos 82 minutos.

"A verdade é que foi uma noite muito especial para mim depois de muitas críticas", disse aos jornalistas. "A melhor resposta é no campo."

"Tenho muitos anos no mundo do futebol, mas o pior é que duvidaram da minha lesão", explicou. "Só peço aos torcedores que não duvidem."

Os jornalistas perguntaram a Kaká se havia se negado a tomar remédios que teriam acelerado seu regresso aos campos.

"Não tenho nenhum problema em tomar medicamentos para jogar. Tomei-os durante a lesão e continuo tomando".

"Estou muito melhor, mas ainda tenho que continuar trabalhando. Tive 15 ou 20 minutos e pouco a pouco vou melhorando minha forma física."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below