Guardiola diz que não notou potencial de Mourinho no Barça

terça-feira, 27 de abril de 2010 18:03 BRT
 

Por Iain Rogers

BARCELONA (Reuters) - O técnico do Barcelona, Pep Guardiola, não achava que José Mourinho tinha potencial para se tornar um grande treinador, na época em que os dois conviviam no clube catalão, na década de 1990.

Mourinho, que trabalhou no Camp Nou como tradutor sob o comando de Bobby Robson e Louis van Gaal, brilhou como técnico no Porto e no Chelsea e agora comanda a Inter de Milão, que pode perder por um gol de diferença na quarta-feira em Barcelona para passar à final da Liga dos Campeões, depois da vitória por 3 x 1 no jogo de ida.

"Se eu tivesse visto (o potencial de Mourinho), teria ido ao presidente do clube e dito: 'Continue com esse cara, porque ele é bom'", disse Guardiola, que à época jogava no clube, numa concorrida entrevista coletiva na terça-feira.

"Talvez no futuro ele possa voltar a treinar este clube, por que não?"

O português já venceu a Liga dos Campeões em 2004 com o Porto, e foi bicampeão inglês com o Chelsea. Transferiu-se para a Inter na temporada passada.

Depois de ver seu time ser anulado na quarta-feira passada no San Siro, Guardiola disse que o Barça se manterá fiel ao seu jogo diante dos 100 mil torcedores esperados no Camp Nou.

"Pegar a bola, movimentá-la, atacar o máximo possível - é isso que tentaremos fazer", disse o ex-meia, de 39 anos.

 
<p>O t&eacute;cnico do Barcelona, Pep Guardiola, concede entrevista antes da partida de seu time contra a Inter de Mil&atilde;o, na quarta-feira, pela semifinal da Liga dos Campe&otilde;es REUTERS/Albert Gea</p>