"Loucura" e Mourinho de papelão recebem Inter de volta em casa

quinta-feira, 29 de abril de 2010 11:44 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Cerca de 1.000 torcedores receberam a Inter de Milão com gritos ensurdecedores e um recorte gigante de papelão do técnico José Mourinho quando o time chegou ao aeroporto da cidade nesta quinta-feira, depois da classificação para sua primeira final da Liga dos Campeões da Europa desde 1972.

Fãs em delírio, há muito tempo aguardando o sucesso do time no torneio europeu, buzinavam e agitaram bandeiras gigantes no centro da cidade de Milão até a madrugada, depois que a derrota por 1 x 0 para o Barcelona na partida de volta da semifinal assegurou a classificação da equipe para a decisão pela vantagem acumulada na vitória de 3 x 1 em casa.

Os campeões europeus de 1964 e 1965 enfrentarão o Bayern de Munique na final em Madri, no dia 22 de maio.

Um banner no aeroporto dizia "Bem-vindos de volta heróis", depois que Mourinho elogiou a atuação de sua equipe mesmo com 10 jogadores e disse que chegar à final foi melhor do que conquistar o troféu de 2004 com o Porto.

O defensor Ivan Cordoba descreveu a reação no aeroporto com uma "loucura", enquanto seu colega Maicon foi mais cauteloso dado que a equipe, buscando a inédita conquista dos três títulos da Série A, Copa da Itália e Liga dos Campeões, ainda poderia perder todos os três.

"Nós não ganhamos nada ainda", disse o brasileiro a jornalistas.

No entanto, fãs disseram que poderiam ser perdoados pela histeria depois de uma temporada de reviravoltas, em que a Inter começou devagar na Europa e parecia ter jogado fora um quinto scudetto antes de voltar ao topo da Série A faltando três jogos.

Na Copa da Itália, a equipe enfrenta a final contra a rival Roma no dia 5 de maio.

"É uma emoção indescritível, Mourinho é o melhor técnico do mundo. Tenho lágrimas nos olhos", disse à Reuters Marco, fã da Inter,.

Mourinho, em desacordo com a mídia italiana e as autoridades do futebol por suas opiniões controversas, sempre foi adorado pelos fãs da Inter, apesar de dizer que odeia a Itália e que deseja ser um dia técnico na Espanha ou até mesmo retornar à sua antiga equipe, o inglês Chelsea.

(Reportagem de Mark Meadows)

 
<p>Jogadores da Internazionale comemoram vit&oacute;ria sobre o Barcelona. Cerca de 1.000 torcedores receberam a Inter de Mil&atilde;o com gritos ensurdecedores e um recorte gigante de papel&atilde;o do t&eacute;cnico Jose Mourinho quando o time chegou ao aeroporto da cidade nesta quinta-feira, depois da classifica&ccedil;&atilde;o para sua primeira final da Liga dos Campe&otilde;es da Europa desde 1972.28/04/2010.REUTERS/Albert Gea</p>