Xavi arrisca perder a Copa do Mundo para ajudar o Barcelona

domingo, 2 de maio de 2010 12:33 BRT
 

MADRI (Reuters) - O técnico do Barcelona Pep Guardiola disse que Xavi é o maior meio-campista na história do time após a vitória do clube contra o Villarreal por 4 x 1 fora de casa. Com uma contusão na panturrilha, o meia poderia agravar a lesão e acabar fora da Copa do Mundo.

O meio-campista espanhol marcou um gol na partida e esteve envolvido na jogada de dois outros para ajudar o Barcelona a superar a eliminação da Liga dos Campeões da Europa na última quarta, quando o time saiu da competição após não conseguir superar a Inter de Milão na semifinal.

Xavi sofreu uma contusão na panturrilha no jogo contra a Inter e era dúvida para a partida do último sábado. "A contusão que ele tinha, se fosse agravada, poderia tirá-lo da Copa do Mundo", disse o técnico Guardiola na coletiva de imprensa.

"Ele é comprometido com o clube e um exemplo para todos. Por esta razão, ele merece ser reconhecido como o maior meio-campista do clube na história", acrescentou.

O técnico da seleção espanhola Vicente del Bosque vai ficar aliviado ao descobrir que a contusão de Xavi não foi agravada. A convocação final da Espanha para a Copa na África do Sul acontece em três semanas.

O meia de 30 anos foi premiado como o melhor jogador da Eurocopa 2008 que terminou com o título espanhol. Ele é figura central nos planos de Del Bosque para a Copa.

No jogo de sábado, um lançamento de Xavi acabou com gol de Lionel Messi e abriu o placar contra o Villarreal. De falta, o próprio Xavi marcou o segundo além de participar do segundo gol de Messi na partida, o quarto do Barcelona, no final do jogo.

Após 72 horas da sua eliminação da Copa dos Campeões da Europa, o Barcelona segue forte na liderança da competição espanhola com quatro pontos à frente do segundo colocado e três partidas a serem disputadas.

O vice-líder Real Madri pode diminuir a vantagem para apenas um ponto se conseguir vencer o Osasuna no domingo.