3 de Maio de 2010 / às 13:51 / em 7 anos

Clamor por Neymar e Ganso na Copa aumenta após título

<p>Neymar comemora ap&oacute;s marcar gol na final do Campeonato Paulista contra o Santo Andr&eacute;, no Pacaembu. 02/05/2010Paulo Whitaker</p>

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - Pelé, Zico, Romário, Luxemburgo e uma lista de fãs que cresce a cada dia pedem Neymar e Paulo Henrique Ganso na seleção brasileira à medida que os jovens do Santos desfilam seu talento pelos campos.

Campeão paulista com o Santos no domingo com dois gols na final e artilheiro do time com 14 gols no torneio, Neymar, de 18 anos, vem encantando o público, ex-jogadores, técnicos e até políticos, que defendem a convocação dele para a Copa do Mundo da África do Sul.

"Foi a melhor partida da minha vida", disse Neymar depois do jogo em que o Santos perdeu por 3 x 2 para o Santo André mas garantiu o título da competição no estádio do Pacaembu sob os gritos da torcida de "Neymar é seleção."

No primeiro gol do atacante na decisão, ele deixou o goleiro e um zagueiro no chão antes de chutar forte de direita. No segundo, aproveitou lindo passe de calcanhar de Paulo Henrique Ganso, outro candidato a vaga na seleção, e tocou de perna esquerda para marcar o 72o gol do Santos em 23 partidas no Campeonato Paulista.

A assistência de Ganso foi apenas mais um dos lindos lances do habilidoso meia canhoto na temporada. Aos 20 anos, o jogador também mostrou personalidade ao pedir para ficar em campo até o fim do jogo, apesar das câimbras e do time estar com três jogadores expulsos.

Robinho, companheiro de Neymar e Ganso no Santos e nome certo na lista do técnico Dunga para a Copa, elogiou a dupla. "O Dunga é um grande treinador, um dos melhores que já tive, e ele está olhando...seleção pra eles (Neymar e Ganso) é consequência, não sei se para essa Copa ou na outra. Mas eu quero jogar com eles na seleção", disse depois da final.

O ex-treinador da seleção Vanderlei Luxemburgo, que comandou Neymar no Santos em 2009 e chegou a colocá-lo na reserva, apontou evolução no atacante e disse que ele deveria ser convocado para o Mundial de junho.

"Defendo sua ida à seleção brasileira e acredito que esta não seja uma posição antiética nem incoerente. Temos o direito e o dever de dar nossa opinião e cabe ao técnico da seleção avaliar o que é bom e ideal para ele", disse Luxemburgo, hoje no Atlético-MG, em seu blog.

PELÉ, RONALDO E KAKÁ

Depois de uma temporada irregular em 2009, Neymar explodiu este ano. Com velocidade e habilidade, ele passa pelos adversários com uma facilidade impressionante. Sua finalização também costuma ser certeira.

Mas, se encanta o público, ele também tem desafetos em campo -- alguns rivais o acusam de simular faltas e de deboche em determinados lances. Nada disso, porém, parece desestabilizar o jogador.

A pouca idade do atacante não é apontada como empecilho, já que o Brasil tem um histórico de jogadores que foram à Copa bem jovens, incluindo Pelé em 1958, Ronaldo em 1994 e Kaká em 2002.

"Como treinador, eu levaria o Neymar, porque é um garoto vivo... Ele tem futebol para jogar em qualquer clube do mundo", afirmou Pelé no início de março, negando que o atacante seja muito jovem para vestir a camisa do Brasil. "Com 16 anos eu já estava na seleção e joguei por toda minha vida na seleção."

No Mato Grosso do Sul foram espalhados outdoors pedindo a convocação de Neymar e de Ganso, e até um site, "Dunga, leva o Neymar!", foi criado em defesa do atacante.

"Neymar, o menino franzino de 2010, pode ser comparado ao Pelé de 58 e Ronaldo de 94, ambos talentos de 18 anos que tiveram a chance de participar da sua primeira Copa", afirma o site, que tem um abaixo-assinado e promete entregar as assinaturas à Confederação Brasileira de Futebol em 10 de maio, um dia antes de Dunga anunciar os 23 convocados para a Copa.

Houve apelo inclusive na prova de automobilismo Stock Car, onde o bicampeão Giuliano Losacco colou no carro um adesivo "Dunga, chama o Neymar!".

Políticos como o senador Aloizio Mercadante (PT-SP) e os tucanos Geraldo Alckmin e José Serra também manifestaram apoio à convocação de Neymar, engrossando um coro que deve estar irritando Dunga.

Recentemente, o técnico chamou a polícia para retirar da entrada de sua casa em Porto Alegre humoristas de uma equipe de TV que reivindicavam Neymar na seleção.

Em suas últimas entrevistas, o treinador da seleção brasileira disse que a lista para a Copa não terá surpresas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below