Cissé pode ser surpresa em convocação da França

segunda-feira, 3 de maio de 2010 12:39 BRT
 

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) - Pode ser o ano de Djibril Cissé. Com Thierry Henry sem conseguir ficar até no banco de reservas do Barcelona, o atacante do Panathinaikos recebeu um impulso moral do técnico da seleção francesa, Raymond Domenech, cinco semanas antes da Copa do Mundo.

"Djibril demonstra que tem vontade de ir (à Copa do Mundo). De alguma forma, é mais importante do que o número de gols que ele marcou", disse Domenech durante um simpósio de futebol da França no fim de semana. "Eu conheço Djib há muitos anos e sei que ele sempre marcará gols".

Cissé foi o artilheiro da liga grega com 23 gols, que contribuíram para a vitória do Panathinaikos no campeonato.

Em vez de sair de férias depois das comemorações do título do dia 11 de abril, o ex-atacante de Olympique e Liverpool ficou em Atenas para treinar caso a França precisasse dele.

"Acredito sinceramente nas minhas chances de ir à Copa do Mundo", disse Cissé, que marcou nove gols em 38 partidas pela seleção.

Quase dois anos sem ser escalado, Cissé disputou sua 38a partida pela França ao entrar como substituto no final do jogo contra a Espanha, no qual a França perdeu por 2 x 0 dois meses atrás.

Cissé, que estava programado para jogar na Copa de 2006 quando a França chegou à final, acabou perdendo a viagem para a Alemanha depois de quebrar sua perna em um jogo de aquecimento contra a China em St. Etienne.

Henry tem tido dificuldades nesta temporada no Barça e não conseguiu nem chegar à reserva no sábado quando seu time goleou por 4 x 1 o Villarreal na Liga Espanhola.

Domenech irá anunciar sua equipe de 23 jogadores para a Copa do Mundo na terça-feira, e Cissé parece ser um dos favoritos para estar na lista.