Costa do Marfim aposta em menos ego e mais suor na Copa do Mundo

quarta-feira, 5 de maio de 2010 15:56 BRT
 

Por Ange Aboa

ABIDJAN (Reuters) - Jogadores da Costa do Marfim foram instruídos a controlar o ego e aumentar o ritmo de trabalho para a Copa do Mundo após uma decepcionante campanha na Copa Africana de Nações.

Após uma derrota surpreendente para a Argélia nas quartas-de-final em fevereiro, o capitão Didier Drogba disse que problemas com egos dos jogadores afetaram o desempenho do time.

O ex-técnico da Inglaterra Sven-Goran Eriksson assumirá o comando do time na Copa do Mundo após substituir o bósnio Vahid Halilhodzic, demitido depois da Copa Africana.

"Deixe que eles coloquem seus egos de lado e realmente suem, porque após uma oportunidade perdida na Copa Africana temos que ir o mais longe possível", disse à Reuters o ex-atacante Abdoulaye Traore.

"Se eles não podem colocar o orgulho deles de lado, será difícil jogar pela mesma causa", acrescentou Traore, que ajudou os "elefantes brancos" a conquistarem a Copa Africana de 1992.

A Costa do Marfim integra o Grupo G do Mundial, ao lado de Brasil, Portugal e Coreia do Norte.

Marfinenses têm reações mistas sobre responsabilizar Halilhodzic pela eliminação no torneio africano de nações e consideram injusta a demissão do técnico.

"Qual o propósito de contratar um novo treinador se... os jogadores estão divididos em clãs e grupos? Nós ainda temos os mesmos resultados", reclamou o taxista Marcelin Niamkey.