Marcos Senna está em pré-lista da Espanha para Copa

segunda-feira, 10 de maio de 2010 15:50 BRT
 

MADRI (Reuters) - O técnico da Espanha, Vicente del Bosque, anunciou nesta segunda-feira uma lista preliminar com 30 jogadores que vão à Copa do Mundo. Ele reduzirá esse número para 23 até 1o de junho.

O brasileiro naturalizado espanhol Marcos Senna, que disputou o Mundial de 2006, está entre os convocados.

"Estou muito feliz por mais esse momento e por fazer parte do grupo. Estar entre os selecionáveis é um honra para mim", disse Senna, campeão europeu com a seleção espanhola há dois anos.

"Em 2006, fiz parte do elenco na Copa, depois fomos campeões europeus e a cada competição o grupo está mais forte por manter a base do time", acrescentou o volante em comunicado.

Marcos Senna atuou em 28 partidas pela Espanha, que está no Grupo H da Copa do Mundo com Honduras, Chile e Suíça.

Veja a lista da seleção espanhola:

Goleiros: Iker Casillas (Real Madrid), Pepe Reina (Liverpool), Diego Lopez (Villarreal), Victor Valdés (Barcelona), David de Gea (Atlético de Madri).

Defensores: Raul Albiol (Real Madrid), Alvaro Arbeloa (Real Madrid), César Azpilicueta (Osasuna), Joan Capdevila (Villarreal), Carlos Marchena (Valencia), Gerard Piqué (Barcelona), Carles Puyol (Barcelona), Sergio Ramos (Real Madrid).

Meias: Xabi Alonso (Real Madrid), Sergio Busquets (Barcelona), Cesc Fábregas (Arsenal), Andrés Iniesta (Barcelona), Javi Martínez (Athletic Bilbao), Marcos Senna (Villarreal), David Silva (Valencia), Xavi (Barcelona).

Atacantes: Santi Cazorla (Villarreal), Jesús Navas (Sevilla), Juan Mata (Valencia), Pedro (Barcelona), Daniel Guiza (Fenerbahce), Fernando Llorente (Athletic Bilbao), Alvaro Negredo (Sevilla), Fernando Torres (Liverpool), David Villa (Valencia).

 
<p>Marcos Senna do Villarreal (dir) comemora gol contra o Arsenal nas quartas-de-final da Liga dos Campe&otilde;es em Villarreal. O brasileiro naturalizado espanhol est&aacute; entre os convocados na lista preliminar da sele&ccedil;&atilde;o espanhola. 07/04/2010 REUTERS/Stefan Wermuth</p>