Felipão vai deixar clube do Uzbequistão em junho

quarta-feira, 12 de maio de 2010 18:01 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari deixará o clube Bunyodkor, do Uzbequistão, em junho, quando vai analisar propostas de equipes europeias, informou assessoria de imprensa do treinador nesta quarta-feira.

A saída do comandante do pentacampeonato brasileiro do clube uzbeque teria sido motivada pela crise financeira na Europa, que afetou países asiáticos, de acordo com seu porta-voz.

"Houve um acordo entre as partes. O Felipão disse (para a diretoria do time) que não precisava pagar o próximo semestre e que o clube poderia buscar uma outra comissão técnica", disse à Reuters o assessor de Scolari, cujo contrato iria até o fim do ano.

Felipão vai comentar alguns jogos da Copa do Mundo para uma TV sul-africana em junho, enquanto analisa propostas da Europa.

"Se não surgir nada que o agrade, ele antecipa a volta ao Brasil", afirmou o assessor.

Scolari, demitido do Chelsea em fevereiro do ano passado, assinou contrato com o time uzbeque em junho de 2009 para substituir outro brasileiro, Zico.

No clube, ele conquistou no ano passado a liga local com 27 vitórias e três empates.

A ideia de Felipão quando assumiu o Bunyodkor era desenvolver o futebol do país com a contratação de jogadores importantes, o que não ocorreu. O meia Rivaldo, campeão mundial em 2002 sob o comando do técnico gaúcho, é o principal nome da equipe.

O Bunyodkor tinha previsto a construção de um estádio de 35 mil lugares a um custo de 150 milhões de dólares, porém a crise financeira adiou esses planos.

Scolari, vice-campeão europeu e semifinalista da Copa de 2006 com a seleção portuguesa, disse à Reuters em fevereiro que acredita "piamente que o Brasil estará na final e vencerá a final" do Mundial deste ano.

(Por Tatiana Ramil)

 
<p>T&eacute;cnico Luiz Felipe Scolari deixar&aacute; o clube Bunyodkor, do Uzbequist&atilde;o, em junho, disse sua assessoria. REUTERS/Andrew Parsons</p>